teste

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Keynes aparentemente era um pós-keynesiano...

Mas nunca dormiu no xilindró por causa disso.

Veja no link abaixo:

http://www.moreintelligentlife.com/node/824

Reações:

26 comentários:

achei nada a ver essa publicacao... nao deveria entrar nesse merito...

PODRE!!! RIDICULO O...

Tá igual ao machão de "Beleza America" ... cuidado com suas convicções !!

Sai do armário, O!

Zorberto

É, Alex. O público alvo do blog vai mudar... pena para quem vem aqui ler e aprender um pouco de economia, que imagino era o intuito deste espaço.

Muito bom. Os comentários online sobre o artigo (não os raivosos daqui, mas os do link), principalmente os que oferecem sugestões de decodificar C,A e W, são muito divertidos.

A ironia é que os post-keynesianos são aqueles sujeitos que tentam decifrar as entrelinhas dos escritos de Keynes. Caro "O", pelo visto você e os post-keynesianos têm interesses comuns, não?

Hahaha nunca pensei nisso...

Pelo visto têm muito em comum. Então, como connaisseur, "O", o Alex é Champagne, Ale ou Water?

"Mas nunca DORMIU no ..."

Parece que eu durmi no ponto...

E a relevância para o debate econômico?

Não entendi, mas você quis desmoralizar os não-ortodoxos?

Hmmm...então tá.

Abs!
Paulo

"This might work if he was an ingester (and connoisseur) of semen: Champagne, Ale, Water.

Interestingly, his final words were, "I should have drunk more champagne"."

Tio Alex que "gosta "do keynes.Quantos livros dele você ja comprou pelo Kindle?

Caro "O",

O seu perfil

''Sou um economista, brasileiro, tenho doutorado em uma escola top 10, exerço a profissão.''

é fidedigno?

Talvez. Pergunta pro dono do boteco.

"O", seus posts são tão criativos que ficarei surpreso se você for economista. Parecem-me coisa de engenheiro. Sem ofensas.

"O", uma pergunta. Como foi sua visita à Cambridge, MA?

A propósito, Anônimo do último post: não tenho dúvidas quanto a isso. O "O" é engenheiro. Sua formação de economista foi obtida em seus cursos de pós-graduação. O mestrado em uma respeitadíssima Universidade de São Paulo, e o doutorado, numa Universidade na California.

Jean Charles do PÂnico.

"Boo hoo hoo"

Uma vez engenheiro, sempre engenheiro.

Parabéns pelo Blog. Divertido. Todavia, o que é pós-keynesiano? E economista heteredoxo? O que é isso? Isso serve pra ganhar dinheiro?!

Abraço!

Caríssimo "O",

Ao fim do blog, apareceu a seguinte mensagem:

"Your powers are weak, old man. "

Como devo interpretá-la?

""Your powers are weak, old man. "

Como devo interpretá-la?"

Depende da hora. A frase enquanto eu escrevo esta é:

"Obi-Wan was wise to hide her from me. Now his failure is complete. If you will not turn to the Dark Side... then perhaps she will...""

May the Force be with you

Porra, de um blog no qual havia debates e discussões econômicas de relevância a um ponto de encontro de Geeks, que gostam de Guerra nas Estrelas. Que decadência!

Voltem a falar sobre juros e afins, Alex Chandon e "O" Minalba!

Guerra nas estrelas é com o Alex...

"Porra, de um blog no qual havia debates e discussões econômicas de relevância a um ponto de encontro de Geeks, que gostam de Guerra nas Estrelas. Que decadência!"

I find you lack of faith disturbing...

O Keynesiano que se revolta com esse tipo de coisa desconhece quem era Keynes.

Em 1903 ele passou a fazer parte dos “Apostles” de Cambridge, mais tarde, junto com Lytton Strachey, ajudou a fundar o “Bloomsbury Grup”. Em 1938, o “Bloomsbury Grup” publicou um manifesto bastante picante. Eles se auto-intitulam “imoralistas”, a moral específica que combatiam era a Vitoriana; um dos grandes embates: liberdade sexual.

Keynes pediu, pouco antes de sua morte, ao seu irmão seu irmão Geoffry que queimasse algumas cartas comprometedoras. Além de relatos sobre sado-masoquismo leve, e pesado, as cartas evidenciavam as brigas entre Keynes e Strachey pelo afeto de Ducan Grant.

Gostem os Keynesianos ou não, essa é parte fundamental da história de Keynes (acho que a maior parte deles nem conhecem a história de Keynes), da vida e da identidade dele.

Para mim, mais devastador que isso, é o prefácio que Lord Keynes escreveu para edição Nacional-Socialista de 1936 da Teoria Geral. Isso sim foi abominável!

Abs

José Carneiro