teste

terça-feira, 6 de abril de 2010

Cortez the Killer

Para os conhecedores apreciarem - e para quem não conhece aprender...

Dave Matthews Band com Warren Haynes, no Central Park da cidade mais fantastica do mundo:

http://www.youtube.com/watch?v=aCiLCo-LoUg

Reações:

7 comentários:

Venho aqui somente para alimentar os peixinhos; mas que surpresa!

Viajei. Tks. "O".

enquanto o O acha que a proposta do Rajan é ruim pelos motivos errados, vou postar aqui um problema realmente sério com a proposta:

...This Article identifies a pervasive opportunism hazard created by contingent debt that lawmakers and scholars have overlooked. If liability on a firm’s contingent debt is especially likely to be triggered when the firm is insolvent, the contract that creates the debt transfers wealth from the firm’s creditors to its shareholders. A firm therefore has incentive to engage in correlation-seeking — that is, to incur contingent debts that correlate, or that through asset purchases can be made to correlate, with the firm’s insolvency risk. The consequence is an overuse of contingent debt that destroys social wealth through overinvestment, higher borrowing costs, financial distress, and potential systemic risk. Correlation-seeking is especially pernicious because, unlike other forms of shareholder opportunism such as asset substitution, it can reduce risk to shareholders even as it increases shareholder returns.

Interessante, não?

Abs

PS: não chora, O

Agora você revelou por completo sua mediocridade. Dave Matthews? Uma das bandas mais medíocres da história da música pop. E ainda tem a cada de pau de colocar uma versão de Neil Young!
Tá faltando pouco para recomendar o livro do Mailson da Nóbrega.

Se o "O" acha NY a melhor cidade do mundo, podemos chutar q ele fez o doutorado em Columbia? Talvez em Princenton, que não é tão longe assim?

Abs,

Yorberto

Caro anônimo das 15:51,

Tu não passas de um camponês ignorante, mas graças à democracia burguesa tens voz e podes zurrar a vontade. Agora volta para o teu arado.

"O"

Vai trabalhar Yorberto, tenho certeza que deve ter muita coisa mais interessante para você se ocupar do que a identidade de uma pessoa que talvez nem exista.

":O"