teste

segunda-feira, 26 de abril de 2010

80 anos de Maria da Conceição Tavares


Nada mais apropriado para celebrar os 80 anos de vida da comediante Maria da Conceição Tavares do que oferecer-lhe o microfone.

Portanto, estou abrindo esse post para uma coletânea de intervenções e discursos da MCT. Cada uma das frases diz muito mais sobre sua contribuição para o desenvolvimento de nosso país do que qualquer texto que eu possa redigir.

Quem tiver mais citações da ilustre octagenária, favor postar na área de comentários que eu incorporarei ao texto principal.
Para começar, estou revisitando a célebre entrevista que deu à Folha de São Paulo em abril de 2003 quando atacou o Marcos Lisboa, José Alexandre Scheinkman e Ricardo Paes de Barros pelo documento da Agenda Perdida que entre outras coisas, recomendava programas sociais focalizados, como o Bolsa Família (link):

Esse Marcos Lisboa é um garoto semi-analfabeto que está encarregado de fazer política econômica, coisa que ele jamais fez na vida. Quiseram vender a Agenda para o PMDB, que não comprou, fizeram o mesmo com o Ciro [Gomes, candidato derrotado pelo PPS à Presidência e hoje ministro da Integração Nacional].É um espanto que esse grupo de garotos espertos faça com dinheiro público e do Banco Mundial uma nova Agenda que proponha para o Brasil -o único país que tem políticas universais em saúde, no ensino público básico e no INSS, três redes universais que nunca ninguém conseguiu desmontar- a focalização dos programas sociais.

Ele desmente o diagnóstico de todos os economistas bons desse país que
colocaram no estrangulamento externo, no aumento dos passivos externos que o
doutor Fernando Henrique nos deixou, os problemas da economia. Diz que não é
nada disso e que o problema na verdade é que o governo passado não fez o ajuste
fiscal, que tal? Um garoto falando contra o ponto de vista de todos os grandes
empresários e economistas como Delfim Netto, [Luiz Carlos] Mendonça de Barros,
do José Serra, do Luiz Carlos Bresser Pereira, do Yoshiaki Nakano, de Campinas
inteiro... Se há unanimidade no diagnóstico econômico é que temos um problema de
estrangulamento externo.



Folha - A política econômica do ministro Palocci está correta? (21 de abril
de 2003)

Maria da Conceição - Até aqui, sim. Agora vai complicar por causa do
câmbio.

Reações:

34 comentários:

Que fixação vc tem com esses dinossauros heterodoxos! Daqui a 5 anos ninguém vai mais lembrar quem foi essa mulher...

Esse texto do Agenda Brasil é muito interessante. O Ricardo Paes de Barros já defendia esses programas de transferência há séculos, e o pessoal do governo de hoje acha que o Bolsa Família poderia ter saída da cabeça de um heterodoxo.

Converse com técnicos dos ministérios para ver.

Aliás, o Bolsa Escola era chamado até de bolsa esmola há um tempo, depois de repaginado (e incrementado, façamos justiça) é que virou moda.

Alguém tem mais evidências de que foi o pessoal do IPEA que bolou esses programas?

Abs

"Daqui a 5 anos ninguém vai mais lembrar quem foi essa mulher..."

E você não acha isso terrível?

Agora vc mexeu com fogo, caro "O".
A Conceição frequenta este blog há muito tempo, e não irá se furtar a deixar uma resposta à altura de seu post. Suspeito que vc não mais terá coragem de aparecer por aqui depois da humilhação a que será submetido.

Hum. Ouvi dizer também que, por aqui, a Conceição usa um pseudônimo: Lucrécio.

abc.

Que humilhação que poderá ser feita, se ela própria deu outra entrevista, anos depois, admitindo que estava errada nesta entrevista de 2003?
Apesar do câmbio ter se valorizado, nada do que ela previu se confirmou...
Depoooooois ela analisa, mas as previsões...

Embora não tenha simpatia (politica, naturalmente) pelo Marcos Lisboa, não pude deixar de observar qual a turma da MCT: Delfim,Serra, Bresser e cia. Todos grandes economistas, para ela. O critério: FIESP!

O Alex fez um levantamento semelhante aqui (http://maovisivel.blogspot.com/2009/11/o-mundo-gira-lusitana-roda.html)

Ela diz:

" mantiveram a política econômica dura que diziam que não iam manter, mas mantiveram. Contra meu ponto de vista. Perdi a parada, mas fico contente que tenha perdido, porque naquela altura ia ser complicado. "

E diz também:

"Também acertaram na política social, com o Bolsa Família"

Só não sei se ela pediu desculpas ao Marcos Lisboa.

Realmente a melhor prova de que o sujeito pensa o que pensa é ver o que ele fala livremente, em uma entrevista.

Simples compilação das frases é mais revelador do que qualquer supermultiplicad...ops. :)

Macroeconomia (prefácio à edição francesa).
"Dei a minha teoria o nome de teoria geral. Com isto quero dizer que estou preocupado principalmente com o comportamento do sistema econômico como um todo - com a renda global, com o lucro global, com o volume global da produção, com o nível geral do emprego, com o investimento global e com a poupança global, em vez de com a renda, o lucro, o volume da produção, o nível do emprego, o investimento e a poupança de ramos da indústria, firmas ou indivíduos em particular." "A relação de igualdade entre poupança e investimento, que necessariamente se verifica com relação ao sistema como um todo, não se verifica com relação a um indivíduo em particular." " A renda global depende da disposição dos indivíduos em consumir e investir."

A quantidade da moeda e os preços (prefácio à edição francesa).
"A moeda e a quantidade da moeda não constituem influências diretas a essa altura do processo. Elas já fizeram seu trabalho numa etapa anterior da análise. A quantidade da moeda determina a oferta de recursos líquidos e, consequentemente, a taxa de juros, e, em conjunto com outros fatores (particularmente a confiança), o estímulo a investir, o que por sua vez fixa o nível de equilíbrio da renda, da produção e do emprego e (a cada etapa em conjunto com outros fatores) o nível de preços como um todo através das influências da oferta e da demanda assim estabelecidas."

Relação Juro, Eficiência Marginal do Capital e Pleno Emprego.
“A política mais vantajosa consiste em fazer baixar a taxa de juro até o nível em que, em relação à curva da eficiência marginal do capital se realize o pleno emprego.”

RECEITAS PARA INFLAÇÃO E APÓS A ESTAGNAÇÃO (ESTAGFLAÇÃO)

É obvio que ela está apenas nos
pregando uma peça.

Deliberadamente, a lusitana veste a carapuça de uma portuguesa "vurra", para nos fazer cagar de tanto rir.

Vida longa à MCT.

Abraços do Pai Alex.

M.H. Simonsen apoiou o plano collor...

"M.H. Simonsen apoiou o plano collor..."

Luís de Camões escreveu "Os Lusíadas"

"M.H. Simonsen apoiou o plano collor"

belluzzo ajudou a desenhar o plano collor

"belluzzo ajudou a desenhar o plano collor"

Eu tenho muita curiosidade de conhecer tal gravura.

Eu crio minhocas.

Ah, os idiotas têm tantas certezas e tagarelam como loucos. Os sábios são circunspectos e têm tantas dúvidas.

"Ah, os idiotas têm tantas certezas e tagarelam como loucos. Os sábios são circunspectos e têm tantas dúvidas."

Parece que vc tem certeza sobre esta afirmação.

Incrível como a incapacidade de pensar logicamente leva algumas pessoas a se auto-declararem idiotas.

Na certa é sraffiano. Habitante da dimensão Z. Ou seria dimensão S (de Sraffa!)?


Abraços do Pai Alex.

"Ah, os idiotas têm tantas certezas e tagarelam como loucos. Os sábios são circunspectos e têm tantas dúvidas."

Hahahah que idiota...

vai ler um pouco sobre e índole de alguém como von Neumann...

"Esse Marcos Lisboa é um garoto semi-analfabeto que está encarregado de fazer política econômica, coisa que ele jamais fez na vida.(...) Um garoto falando contra o ponto de vista de todos os grandes empresários e economistas como Delfim Netto, [Luiz Carlos] Mendonça de Barros,
do José Serra, do Luiz Carlos Bresser Pereira, do Yoshiaki Nakano, de Campinas inteiro... Se há unanimidade no diagnóstico econômico é que temos um problema de estrangulamento externo."

"Os sábios são circunspectos e têm tantas dúvidas"

Acabamos de ver isto...

Off Topic:

PONTO PARA O IPEA?

http://bdadolfo.blogspot.com/

E os alunos? Coitados. Será que podem pedir indenização?
2.2– Extensões do modelo: Retornos Crescentes e Aprendizado
Cesaratto, S. e Serrano, F. (2002) "As Leis de Rendimento nas Teorias Neoclassicas do Crescimento:
Uma Crítica Sraffiana", Ensaios FEE, v. 23, n. 2. [seção III]
3– Teorias Neoclássicas de Crescimento endógeno
Serrano, F. (2008) “Acumulação de Capital, Convergência e Polarização: Notas Sobre o Curso de
Teorias do Crescimento”, mimeo, IE-UFRJ [ item II.5]
3.1– Retornos marginais constantes para o capital físico
Cesaratto, S. e Serrano, F. (2002) "As Leis de Rendimento nas Teorias Neoclassicas do Crescimento:
Uma Crítica Sraffiana", Ensaios FEE, v. 23, n. 2. [seção IV até item IV.2 inclusive]

Alex,

Esse texto mostra que o efeito sobre a valorização do yuan, em um contexto de equilíbrio geral, poderia ter efeitos negativos sobre o crescimento da América Latina (e do Brasil).

Abs

http://www.econbrowser.com/archives/2010/04/china_and_latin.html

Anônimo das 12:46,

que porra é essa?

Estamos todos aqui falando dela, essa comediante.
Não vejo porém muita gente falando de um pobre covarde, escondido sob um pseudonimo e que sublima as frustrações de uma vida mediocre brincando de mastrurbação mental coletiva.
Demagogos do conhecimento e da academia, precisam aprender muito sobre um debate intelectual - que não precisa ser sério mas deve ser respeitoso.
- Uma pena, você tem tanto potencial...

André

Vamos falar do Andre então!

"Demagogos do conhecimento e da academia, precisam aprender muito sobre um debate intelectual - que não precisa ser sério mas deve ser respeitoso."

De acordo com o critério do André, até o debate sobre os tipos existentes de peido, no qual os partissipantes utilizassem pronomes de tratamento respeitosos, seria um DEBATE ACADÊMICO.

A dimensão Z é, realmente, diferente.

Abraço do Pai Alex.

"Anônimo das 12:46, que porra é essa?"
São m.... a que os alunos são submetidos. São cultura inútil e erradas a que alunos são submetidos. Têm que escrever errado para serem aprovados.
Considerando isto o Alex e o "O" estão corretos em desmoralizar esta turma de pensamento mágico (é um alerta para a turma mais nova).
A coragem do Alex em expor (o seu prestígio) é elogiosa. Estudar é caro. Existem pessoas do interior que se sacrificam (é caro morar em capital) para aprender errado.
E a desonestidade acadêmica de só escrever conceituando errado os pensamentos contrários?
Isto é assunto sério. Deveria dar cadeia, (claro que não é possível). Mas ensinar errado é desonestidade. Desconhecer Milton Friedman? Definir liberalismo errado? Definir monetarismo errado? Ensinar errado o pensamento de Keynes (de fato foi um pouco contraditório)?
Isto é mais do que vaidades acadêmicas, é desonestidade. É a vida e o futuro das pessoas.
Pense nos alunos pobres( e nos pobres dos alunos).

"São m.... a que os alunos são submetidos"

onde?

"onde?"
Você sabe a resposta. A MCT listou algumas.

Este papo do "debate intelectual" é sempre usado quando o sujeito não estuda. É o tal de ganhar no gogó, como se ciência fosse uma questão puramente de retórica.

Não é a toa que 10 entre 9 pterodoxos da ala heterodoxa entenderam erradamente o que disse McCloskey sobre retórica...

Quer debater? Quer debate público de verdade? Vá até um país da África, destes com ditadores bolivarianos, e diga ao general da hora que o importante é debater. Aí você aprenderá a diferença entre o calor do debate e a ciência, meu jovem.

Parabéns, O (o do blog) e Alex.

Contextualize, criatura calva, todos os ditos da MCT!
Tente ver que nas últimos décadas a Tavares esteve envolvida demasiado na política.
Isso contaminou suas análises, carregadas de ideologia, porém não diminuem sua qualificaçao enquanto economista.
Dê uma lida nas teses de doutorado e de profa. titular dela.
Dúvido que sua tese de doutorando, por melhor que seja, tenha chegado aos pés da tese da Conceição Tavares.
Seu imbecil.
Uns têm viés político, outros tem viés especulativos! (seu imbecil)
A Ideologia é inerente à análise economica (por mais que vocês tentam lutar contra).
Se vc é o palioliberal eu sou o paliodesenvolvimentista (agora range os dentes seu babaca)

"Isso contaminou suas análises, carregadas de ideologia, porém não diminuem sua qualificaçao enquanto economista." (IP 189.24.40.77 )

Ah, tá. Fazer análise distorcida agora é bom...

"criatura calva"

hauehaueh.

só perde para o famoso "carequinha" do nosso amigo L.

BOAAA

"Fazer análise distorcida agora é bom"...

Q bom que vc nunca errou né?
Q bom que não havia erros num de teus estudozinhos sobre a situação fiscal do estado de são paulo né?
RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

"RSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS"

Faça um favor a você mesmo e pergunte se havia agrotóxico no pasto antes da refeição.