teste

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Quando eu achava que já havia visto tudo...

A primeira fala da presidente-eleita Dilma para o público mundial – na capa do Wall Street Journal desta terça-feira:

“The last time there was a competitive devaluation of currencies it ended up where it did, in the Second World War.”

Impressionante.

Reações:

14 comentários:

"quando-eu-achava-que-ja-havia-visto".
Tio "O", vc está "profoundly mistaken". Ela ainda nem tomou posse? Stalinácio é um completo nefilibata em economia, mas fala a lingua do povão. Já nossa "presidenta" quer(queria) ser PhD, é aí a coisa complica.

abs

P.S.: faltou ela dizer que os EUA sabiam do ataque a Pearl Harbor e deixaram acontecer para entrarem na WW2.

Essa certeza, ao menos, dá para ter: os dias da próxima quadra serão pouco enfadonhos.
Dawran Numida

Sai um presidente que dizia "nunca na história deste país" e vai entrar uma outra que parece que vai adotar o "nunca na história mundial". É isto aí, ampliar sempre os horizontes.

E os artigos para a ANPEC deste ano já estão disponíveis para consulta:

Artigos do encontro da ANPEC 2010

E "O", o que você acha deste artigo:

WHY DOES REAL EXCHANGE RATE OVERVALUE IN BRAZIL? THEORETICAL DETERMINANTS, EMPIRICAL EVIDENCE AND ECONOMIC POLICY DILEMMAS
ANDRÉ NASSIF (UFF E BNDES)
CARMEM FEIJÓ (UFF)
MARCO ANTÔNIO SILVEIRA DE ALMEIDA (UFF)

"O"

Ela falou isso no Brasil em declaração citada em reportagem do Globo de 3/11. Nos manuais de História para o colegial costuma-se sobretudo apontar a crise de 29 e o protecionismo (saídas "individualistas") como as "causas econômicas". Mas também relacionam as "causas políticas".

Não tenho acesso ao WSJ. Você poderia resumir em que sentido essa asneira foi recuperada pelo WSJ?

"Quando começa uma política de desvalorização competitiva, a última vez que houve, deu no que deu. E o que foi que deu? A Segunda Guerra Mundial"

http://oglobo.globo.com/economia/mat/2010/11/03/lula-dilma-vao-brigar-no-g20-contra-guerra-cambial-922936784.asp

No próximo Enem, essa será a alternativa certa para resposta da "causa da II Guerra" :)

OREMOS, IRMÃOS. O bicho vai pegar no Brasil. Nesse momento sinto um calafrio na espinha.

"faltou ela dizer que os EUA sabiam do ataque a Pearl Harbor e deixaram acontecer para entrarem na WW2."

Faltou dizer como o abandono do padrão-ouro (i.e. supostas "desvalorizações competitivas") levaram Hitler ao poder...

Oy oy oy

Infelizmente asneiras já não são uma primazia nacional. Vocês leram a declaração do secretário de defesa dos EUA afirmando que um ataque ao Irã uniria o país? Pois é, o tio Sam sempre gostou de uma guerrinha para dar uma estimulada no animo geral. Mas vocês querem levar a Dilma a sério, tenha dó!

Antes de entrar no mérito do que ela falou, como peça de retórica, foi um desastre. Não se invoca a Segunda Guerra em vão, ela chegou perto de esbarrar na Lei de Godwin em sua primeira declaração pública veiculada globalmente.

Quanto ao mérito, a Segunda Guerra certamente tem uma relação com a Grande Depressão. Já as chamadas “desvalorizações competitivas” acabaram com a Grande Depressão. É como se ela culpasse os guarda-chuvas pela roupa molhada depois de uma tempestade: “lembre-se, a última vez que vimos tantos guarda-chuvas abertos, todo mundo chegou em casa com a roupa molhada”.

"O"

"Artigos do encontro da ANPEC 2010"

Manda um link que funcione!

Pensando bem, as horas e não os dias da próxima quadra não serão nada enfadonhos. E tudo ainda antes da posse.
Dawran Numida

Obrigado.

Preciso mencionar que o artigo dos Professores Gala e Bresser Pereira faz erros primários na especificação econométrica?

"O",

apesar de algumas modificações, trata-se do mesmo artigo que você já comentou aqui.

Os erros ainda permaneceram?

E os pos keynesianos estão com vários artigos na ANPEC deste ano discutindo a questão cambial.

'vazamento', divulgado pelo valor, do documento oficial do ministério do desenvolvimento alertando sobre o processo de desindustrialização:

https://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2010/11/16/documento-oficial-alerta-para-desindustrializacao

" É um cenário preocupante, "posto que reflete uma dependência de capitais de curto prazo, sujeitos a volatilidade e nervosismos dos agentes financeiros internacionais", alerta o ministério. "

engraçado que nessa horas ninguem faz menção às reservas de quase 300 bilhões..


doutrinador