teste

domingo, 7 de novembro de 2010

Idiocracia, versão Itamaraty

Via Reinaldo Azevedo, a embaixadora brasileira na ONU, Maria Nazareth Farani Azevedo tem algo a dizer sobre o aumento da pobreza na sociedade americana.

O Itamaraty aproveitou ontem a primeira sabatina realizada pela ONU sobre a situação dos direitos humanos nos EUA para declarar que estava “preocupado” com o aumento da pobreza na sociedade americana e sugeriu ao governo de Barack Obama que amplie programas sociais.

“O Brasil nota com preocupação o aumento do número de pessoas vivendo na pobreza nos EUA e a persistente diferença racial”, afirmou a embaixadora do Brasil na ONU, Maria Nazareth Farani Azevedo. “A desigualdade é refletida em áreas como moradia, emprego, educação e saúde”, disse.

O Brasil, um dos países mais desiguais do mundo, ainda deu sua sugestões sobre como os EUA deveriam tratar da pobreza: “O reconhecimento das necessidades fundamentais da população como um direito humano é um passo importante para superar a pobreza”, ensinou a embaixadora, que ainda criticou a política de imigração americana.
Imagina a arro-ignorância de nossos representantes se a renda média do brasileiro fosse mais do que um terço da renda média do americano, ou no dia que o estoque de prêmios Nobel do Brasil atingir a marca de 5% do estoque de prêmios Nobel recebido pelo corpo docente da Universidade de Chicago.

Reações:

20 comentários:

Dios mio! Agentina es aquí!

Qual a surpresa no Lullaquistão? As favelas de Sampa, os morros cariocas, o vale do Jequitinhonha e principalmente o nordeste foram transformados em novas "Noruegas".

Merece comentário? Premio Nobel??? Os caras não conseguiram fazer direito o ENEM, de novo???????
Já o premio Ignobel, ah esse "nois" pode!!!!!!!!!

Que síndrome de vira-lata é essa, "O"? Não podemos dar pitaco em nada pq somos brasileiros? Ou melhor, só podemos dar pitacos sobre samba, futebol e coisas do tipo?

Eduardo

Não ‘peguei’ essa referência a complexo de vira-lata. Favor definir o termo.

podemos dar pitaco no que quisermos. Mas seria melhor dar pitaco em algo em que tenhamos (alguma) autoridade.

arro-ignorância... Muito bom! kkkkkkkkkkkk

O negócio é cornetar: fóóóóóóóómmmmm!!!

essa link e` so` para os ignorantes ... http://pt.wikipedia.org/wiki/Complexo_de_vira-lata

Não confunda complexo de vira-lata com realismo.

O Brasil é um país mais desigual e muito mais pobre que os EUA. Também é um país com problemas raciais gravíssimos (por exemplo: o diferencial salarial entre negros e brancos é maior no Brasil que nos EUA).

E não vamos nem discutir qualidade de vida, regra da lei, igualdade de oportunidades, acesso a bens públicos – a diferença é deprimente. Os acervos das bibliotecas públicas de Chicago ou de New York devem ser maiores – muito maiores, talvez - do que o acervo de todas as bibliotecas públicas do Brasil.

E nem vamos falar em educação. Nós desprezamos tanto a educação que elegemos presidente alguém que mentiu sobre suas credenciais acadêmicas. Foda, né?

Será que a embaixadora sabe que lá pobreza é definida como renda abaixo de US$ 10830, numa família de uma pessoa. Curiosamente esse nível, à taxa de cambio de 1,70, é maior que o nosso salário mínimo.

???
"O", limite-se a comentar economia. Vc já provou várias vezes que não é um erudito.

O Brasil dando aula de distribuição de renda. O Congresso Nacional já enviou aos EUA uma comissão comandada pelo PMDB para ensinar como se faz. É um barato mesmo. Inclusive agora devemos ver uma substituição no comando do BC para facilitar o QE tropical. Uma coisa genial, cai juros, faz expansão fiscal, esse negócio de só fazer isso nos momentos de recessão é uma obsessão técnica. O BC brasileiro também será "emprenhado" da missão distributiva, assim como a Petrobrás e o Itamaraty.
Fernando A.

Tem algum artigo na Wikipedia sobre "Vergonha na Cara"?

Um link para esse artigo é a forma adequada de se responder ao anônimo das 22:41.

com tanta barbaridade nego ainda se faz de ofendido?!

q papo é esse de "sindrome de vira-lata"?

qq um pode falar sobre qq assunto e, inlusive, responder pelas kakas q diz. o problema é que quando se trata de um embaixador quem arca com as consequências não é apenas ele...

o que falta a essa gente não é só instrução, é educação berçária.


;^/

Nunca antes na historia do Brasil....

Dar pitacos é uma coisa. Querer ensinar, é outra muito diferente. Complexo de viralatas é ficar querendo alardear um protagonismo que não existe, um poder de influência inflado por mitos. E pior, estamos entrando numa verdadeira era de incertezas, depois da eleições.

"O", perdeu uma boa oportunidade de usar o "google" antes de mostrar a sua ignorância...

E você é o juiz de minha ignorância porque...

"O", você, por ser um anônimo, não pode levar essas coisas para o lado pessoal