teste

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Silogismo

MANTEGA:QUEM DUVIDA SOBRE CUMPRIMENTO DE SUPERÁVIT NÃO ENTENDE NADA

São Paulo, 10 - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, rebateu há pouco declarações de fontes ligadas ao governo federal de que o Brasil corre o risco de não cumprir a meta de superávit primário para este ano. De acordo com ele, quem fez a análise "se equivocou redondamente". "Porque o responsável por isso sou eu. E eu estou te falando que nós vamos cumprir a meta rigorosamente este ano. E nós próximos anos, enquanto eu estiver à frente do Ministério da Fazenda", disse o ministro, acrescentando que sempre cumpriu as metas fiscais.

"Só em 2009 pedimos autorização ao Congresso e diminuímos a meta por causa da crise, porque nós tínhamos que atuar e o mundo inteiro fez isso. E, neste ano, nós vamos cumprir a meta e cheia, ou seja, sem abater o PAC que poderíamos abater, que a lei nos permite, mas nós não vamos abater", disse o ministro. "Então, quem falou isso, não sabe, não entende de contas públicas, você pode me cobrar quando terminar o ano, se fizemos ou não fizemos. Eu aposto com você e com quem quiser uma garrafa de vinho, ou uma caixa, mas tem de ser um vinho bom. Eu vou usar no Réveillon", acrescentou.

(Francisco Carlos de Assis)

Brasília, 28 - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, recuou, admitindo pela primeira vez a possibilidade de não cumprimento da meta cheia de superávit primário das contas do setor público em 2010, de 3,1% do PIB. "Estamos trabalhando para o governo (Central) cumprir a meta cheia, mas há algumas dificuldades para Estados e municípios. A União vai cumprir os 2,25%, mas não sei se serão atingidos os 3,1%", afirmou há pouco na portaria do Ministério da Fazenda.

* * *

E meus agradecimentos especiais ao Alessandro Drago, que selecionou os trechos acima.

Silo... o quê?

Reações:

15 comentários:

well...

"Então, quem falou isso, não sabe, não entende de contas públicas...

redundância???

Abs

quem ficou com os vinhos?? hehehehe....

"...quem ficou com os vinhos"??
Mais de 40% dos cidadãos que não votaram nas propostas do governo.
Dawran Numida

Não entendo a razão de dar espaço a indivíduos como Mantega, Pochman, Sicsú, Bresser Pereira e que tais. Não passa de perda de tempo.

"Não entendo a razão de dar espaço a indivíduos como Mantega, Pochman, Sicsú, Bresser Pereira e que tais."

Isto reflete apenas nosso compromisso com a pluralidade...

A cara de "não entendi" do Mantega é fantástica.

e parece que ele ja adiantou o nao cumprimento da meta pra nao ficar feio hoje, quando o bc soltasse o relatorio de politica fiscal! como sempre, o min. "manteiga" escorregou de novo....

Isso sem contar a "promiscuidade" com os barris da Petrobrás. Para que pensar em futuro (e poupar) se podemos garantir a eleição (e gastança) hoje?

Caros amigos,

Queria levantar um ponto e ver o seu feedback. Até que ponto o governo pode ficar "inventando" nas manobras para o cumprimento da meta de superávit primário sem que isso incorra em alguma ilegalidade? Se a meta foi definida em Lei e os caras estão maquiando os números para parecer algo que não é, será que eles não estariam descumprindo o que se esperava deles e, portanto, infringindo a lei? Será que não estaria na hora do Ministério Público se interessar mais pelo tema?

grande abraço

Abud

ô Guido pode mandar entregar no meu endereço uma caixa pode ser de Romanée-Conti ou uma de Château Margoux ou de quebra(heheeh) uma de Château Lafite Rothschild.

Abud, as leis orçamentárias - que definem a meta de superavit - são revestidas de particularidades; entre elas, a classificação como leis de efeitos concretos.

Neste caso, destaca-se a ausência de caráter impositivo. Ou seja, o governo não é obrigado a gastar exatamente como discriminado na LDO e/ou LOA. Contudo, deve respeitar os parâmetros estabelecidos na LRF, esta sim de caráter impositivo.

aprendeu com o presidente da república. hoje, não será mais candidato. ontem, poderia ser. anteontem, não era. e assim vai, encantando as serpentes e contando história e lero-lero pra quem quiser ouvir.

"Não entendo a razão de dar espaço a indivíduos como Mantega, Pochman, Sicsú, Bresser Pereira e que tais."

Eu tbm não entendo. Quem dá espaço pra eles é o governo, não esse blog. E uma vez que essa corja de mongolóides comnada a economia nacional, o mínimo que podemos fazer é ridiculariza-los

"A"

Em que mundo o senhor vive? Os EUA e Europa apresentam uma situação fiscal pior que a do Brasil (não estou defendendo a política fiscal do Brasil).

A dinamica da dívida americana esta pior que a brasileira se levado em conta o cenário economico.

"A dinamica da dívida americana esta pior que a brasileira se levado em conta o cenário economico."

Quem?