teste

terça-feira, 15 de junho de 2010

Traduzindo Platão para as massas

O Professor Oreiro cometeu uma nova obra-prima do surrealismo quermesseiro. Como o texto do professor é longo e prolixo, eu achei que valeria a pena resumir suas idéias em poucas palavras e alguns comentários.

Abaixo, minha interpretação (e caso o ilustre professor discorde, estou pronto a ceder-lhe direito de resposta neste mesmo blog):

Para o mui-publicado professor, uma suposta desindustrialização (segundo o imparcial IEDI...) afeta nossas perspectivas de crescimento no longo prazo. Portanto, o Tesouro deveria emitir uns 10% do PIB de dívida pública adicional para fundear um fundo especulativo para intervir no mercado cambial. Tal política no melhor dos cenários em que a dívida adicional não afeta os prêmios de risco, custaria uns meros 0.5% do PIB por ano ao Fisco (uma ninharia...). O objetivo desse maior endividamento é deprimir o salário real de modo que o capital industrial tenha lucros maiores, mas podemos ficar sossegados que não há evidência alguma que usar o câmbio para deprimir os salários reais tenha algum efeito negativo sobre a distribuição pessoal de renda (e somente um tolo ortodoxo veria problemas para implementar tal estratégia em uma democracia). Nós também não temos que nos preocupar com a consistência macroeconômica porque controles de capitais a-bran-gen-tes e di-nâ-mi-cos podem resolver qualquer inconsistência, afinal, são a-bran-gen-tes e di-nâ-mi-cos. Mais que isso, não existe nenhum custo em adotar-se controles de capitais, pois em um artigo na renomada REP, Oreiro, Paula e da Silva demonstraram que se a variável dívida pública/PIB for omitida de um modelo VAR, uma medida crua de controles de capitais não é correlacionada com o prêmio de risco (resultado que não é robusto à inclusão da variável dívida pública/PIB, mas como todos sabemos, é careta achar que dívida pública/PIB tem qualquer relação com o prêmio de risco...).

Acreditem em mim, não estou parodiando o Professor Oreiro, ele escreveu mesmo algo nessas linhas. Se vocês duvidarem, podem seguir o link para a verborragia original da figura. Mais bizarro ainda é constatar que o gênio da raça que cozinha um esquema para mobilizar mais que uma centena de bilhões de reais com o objetivo de deprimir os salários reais na indústria é ligado ao ex-Partido Comunista Brasileiro... Não comento mais para evitar ser acusado de auto-ódio no futuro...


"You represent the idiocy of today. (...) You are part of a league of morons."
Osborne Cox em Burn After Reading (2008)

Reações:

74 comentários:

Sério que você não comentar o artigo de jornal em que ele afirma que a taxa de investimento de 2011 será de 27% do PIB por causa do efeito acelerador???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

http://jlcoreiro.wordpress.com/2010/06/09/e-a-restricao-externa-estupido-valor-economico-09062010/

Aquilo foi imbecil demais para merecer comentário.

Alguém poderia chamar o Dr. Einstein?

"Alguém poderia chamar o Dr. Einstein?"

Melhor chamar a Guiomar!

"Aquilo foi imbecil demais para merecer comentário."

ahhhhh... as afirmações do Oreiro foram solidamente embasadas no supermultiplicador sraffiano!

A melhor parte do post foram os tags. "politicas publicas visando a concentracao de renda no Brasil."

ha ha ha. Evil.I like it.

PIG

Uncle "O",

Guiomar, se não me engano, é a chefe da matilha dos vira-latas do Alex.

"Voltando agora nossa atenção para a alegada incompatibilidade entre a “nova política cambial” e o objetivo de maior equidade na distribuição pessoal da renda, devemos ressaltar inicialmente que, até o presente momento, não existe nenhum estudo empírico consistente no Brasil que relacione a distribuição funcional da renda (ou seja, a repartição da renda entre salários, lucros, juros, aluguéis) e a distribuição pessoal da renda. Na ausência desse tipo de estudo não é possível fazer ilações minimamente robustas a respeito do impacto de mudanças na participação dos salários na renda (induzidas pela desvalorização da taxa de câmbio) sobre a distribuição pessoal. Sendo assim, é no mínimo temerário afirmar que uma menor participação dos salários na renda levaria necessariamente, e sob quaisquer condições, a uma maior desigualdade na distribuição pessoal da renda."

Vou fazer este estudo pra ele: Pobre ganha salário, ou vive de pequeno comércio para assalariado, rico vive de juro, lucro, aluguél.

É um imbecil...

"O", seria melhor fazer uma crítica séria...argumentando sobre cada ponto...
Vc, assim como o Oreiro, só usou de retórica...Duas bobagens sem conteúdo econômico.

Caro 19:40, eu acusei o Costa Oreiro e colegas de desonestidade intelectual ou incompetência na questão do artigo da REP. O que mais você quer?

"O",

considerando a lógica oreiriana, você deu dois tiros certeiros no Oreiro.

O primeiro, é quando fala da omissão da relação dívida/pib. Por este ela não esperava mesmo.

Mas o segundo tiro é que, conhecendo a prática dele, ele deve estar preparando uma bateria de artigos para a ANPEC ou para os "presidenciáveis" e contava em dar uma recauchutada neles com base nas críticas que receberia aqui.

Mas um dos principais trabalhos que ele usaria para sustentar a tese dele você disse que fez água...

Eu concordo que ele é picareta, mas o problema é que vc só acusou...

O Oreiro é uma amostra (melhorada, pois o resto é pior) dos professores das faculdades federais de economia no Brasil. É o motivo da grande maioria dos estudantes e economistas brasileiros terem dificuldade no entendimento da macroeconomnia (as análises só podem ser erradas). Tenho pena dos alunos que tentam um entendimento mais adequado (baseando-se em livros). Devem ser massacrados ou reprovados.
Acreditando no resumo do "O" (pelo histórico do Oreiro deve ser verdadeiro) é uma pena que um professor (tudo leva a crer que tem uma base teórica boa)faça análises tão inadequadas (coisa da fase de confusão mental, própria do início do estudo de economia). As análises do Oreiro partem de um princípio errado que tenta provar como verdadeiro (aí se desmoraliza). É pena. Se fizesse análises menos parciais (querer provar teses erradas) até que seria intressante e enriqueceria o professorado das federais.

O que mais me assusta no discurso do Costa Oreiro é a incapacidade de auto-crítica e dúvida. Daí vêm os argumentos mirabolantes construídos sobre uma base tênue—isto é, a partir de um diagnóstico e interpretações questionáveis (que uma suposta desindustrialização teria consequências negativas para nosso desenvolvimento), o Costa Oreiro propõe que gastemos dezenas de bilhões de reais em uma intervenção macroeconômica sui generis e tresloucada. Coisa de estudante de graduação mesmo, uma espécie de síndrome de Peter Pan intelectual?

Esses retardados do Valor não tem noção do ridículo não, porra?

Por favor, o que é exatamente um intelectual e/ou economista quermesseiro? [curiosidade, não ironia]

"'Alguém poderia chamar o Dr. Einstein?'"

"Melhor chamar a Guiomar!"

Melhor chamar o Dr. Voronoff pra desfazer a operação!!

Para quem não conhece:

http://en.wikipedia.org/wiki/Serge_Voronoff

"Serge Abrahamovitch Voronoff was a French surgeon of Russian extraction who gained fame for his technique of grafting monkey testicle tissue on to the testicles of men for purportedly therapeutic purpose"

Alex: Gostaria que você comentasse o artigo do Frankel disponível no link abaixo:
http://www.hks.harvard.edu/fs/jfrankel/NatResCurseNBERwp15836.pdf
que trata do tema: "Maldição dos recursos naturais" que inclui a "doença holandesa", em especial comparando as situações lá colocadas com a do Brasil atual.

Alex,na época que oreiro fez mestrado na PUC-RJ os professores eram Dionisio Carneiro,Rogério Werneck,Edmar Bacha,Pedro Malan?

^ Não importa quem eram os professores. O que é claro é que ele não aprendeu nada. Mas é realmente triste saber que a PUC-RJ deu um título de mestre para esse indivíduo...

DUVIDAR DO "O"

E' sempre salutar. Vejam comentarios no post abaixo. "El PIB de Oro", onde ha' dados concretos de que ele nao necessariamente se atem a fatos.

Quem nao quiser, "acreditem em mim". Assim voces acabarao trocando uma posicao ideologica por outra.

Um abraco de quebrar costela


Kleber S.

E desde quando titulo de mestre ou doutor nao e dado pra idiotas totais? Encontrei muito idiota quando fiz pos em Berkeley e MIT. Assumo que o fenomeno e universal e se aplica tambem a PUC-RJ.

PIG

Estimado “O” e demais amigos,

Já li grego por aqui, mas consegui conter o ímpeto de querer explicar melhor a palavra...

No entanto, platônica, agora que trazes uma postagem com esse título amigo, fica difícil deixar de dizer algo sobre Arístocles (Platão = ombros largos).

O que é ser Filósofo?
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_Platao_e_o_Mito_da_Caverna.htm

A Alma em Platão – O paradoxo de sermos diferentes e semelhantes
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_paradoxo.htm

Qual a instância da Alma (psyché) que nos incita à Guerra?
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_psyche.htm

O Banquete - O que é o Amor?
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_o_banquete.htm

Contextualizando Platão e Aristóteles
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_aristoteles.htm

O que é a verdade?
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_verdade.htm

O Poder do Discurso
http://www.esdc.com.br/CSF/artigo_foucault.htm

Uma vez que não há como abstermos de debruçarmo-nos sobre o “Ta prágmata” (no próximo semestre já começo a freqüentar algumas disciplinas de Economia na PUC-SP), desejo que os oikósnomós também nutram philía a Sophía, pois creio serem tão indissociáveis quanto o céu e a terra.

Beijos,
lu.
PS.: Todos esses artigos também estão em meu Blog.

Encontrei muito idiota quando fiz pos em Berkeley e MIT.

Olha que mentira tem perna curta...

O Sardenberg diz algumas verdades inconvenientes hoje no globo:

Lula = FHC + China.

http://corecon-rj.blogspot.com/2010/06/o-globo_17.html

Creio que ele está certo.

Oba! Mais um bobinho falando merda no Valor:

http://corecon-rj.blogspot.com/2010/06/valor-economico_6024.html

PO, CONCORDEI COM O PIG!!!!

PIG, por gentileza, post o seu endereco ou caixa postal que eu vou lhe enviar um brinde bastante valioso: um espelhinho!!!


Um abraco de quebrar costela


Kleber S.

O OREIRO MOSTROU UM DADO

Como demonstrativo de seu raciocinio. Acontece que se o dado dele nao for demonstrado como falso ou distorcido por alguma razao, as criticas ao trabalho em questao sao apenas palavras irresponsvelmente soltas ao leu.

Eu nao gosto do sr. Oreiro como autor porque ele tem claras tendencias ideologicas. Mas dado, se verdadeiro, nao tem ideologia.

Enquanto esse pequeno problema com Sua Santidade (o DADO) nao for resolvido, ataques raivosos ao opusculo do autor nao demonstram nada mais do que a falta de categoria do atacante.

A tatica do "acreditem em mim" e' de um egocentrismo tragicomico.

Um abraco de quebrar costela


Kleber S.

Alex,

esse artigo indicado sobre a Maldição dos Recursos Naturais é excelente... acho que vale o comentário solicitado, mesmo porque é o tema de minha dissertação... hehe


http://www.hks.harvard.edu/fs/jfrankel/NatResCurseNBERwp15836.pdf

Muito Obrigado,

RP

Existe uma fase no estudo de economia que podemos denominar de "confusão mental". É aquele em que muitas informações recebidas de uma só vez embaralham o entender de muitos (é normal e não deve desanimar ninguém). Com o tempo e a assimilação mais consistente dos conhecimentos esta fase é superada. Esta fase pode ser superada com mais facilidade ou dificuldade dependendo dos professores (bons livros também ajudam). O que dificulta são os professores que paralizaram nesta fase do entendimento confuso (muitos cristalizam e vão para o embotamento mental). Os estudantes também são prejudicados por escritos em jornais que continuam na fase da confusão mental. Infelizmente a imprensa confunde dar espaço a entendimentos divergentes, com dar espaço a divulgação de assuntos que prejudicam os estudantes e a opinião pública (que acreditam nos jornais).
Vide artigo de um professor do Cedeplar/UFMG (é pós), no Valor.

Esse bobinho mineiro (Professor Marco da Cunha Rezende) não chega nem a estar errado. Não merece comentário.

Kleber, você e muito xato e xarope. Se o Costa Oreiro não veio reclamar ate agora do que eu escrevi, deve ter um motivo, não? Se ele reclamar, eu compareco com minha resposta, ou você tem procuração do Costa Oreiro.

E ATENCAO, ATENCAO, GALEEERAAAA!!!!

Nos proximos dias estaremos postando a serie "NAO CHEIRA, MAS FED", onde sera' demonstrado alem de uma duvida razoavel que o capitalismo morreu; que o mercado financeiro passou ter a uma vida parasitaria em relacao 'a sociedade; e que o fim dissoquitai' esta' proximo.

A primeira parte tratara' dos fundamentos eticos. Eu sei que falar sobre isso em blog do "O" soa como piada de mau gosto. Mas o fundador do dito cujo e' outra materia (Alias, voces ja' repararam quando o Alex desce a ripa nos artigos da jumentada em geral? Ele vem sempre de bracos dados com Sua Santidade e prova alem de uma duvida razoavel seu ponto de vista. Ele respeita os leitores. Ele nao vem com apelos pateticos tipo "acreditem em mim". Ele nao se coloca cima do bem e do mal, alguem que nao tem nada a fazer senao ditar regras.).

Na segunda parte trataremos da historia politica e economica dos Estadozunidos antes de virar Barakistao. Como os interesses da populacao influiram nas eleicoes presidenciais, e como se refletiu na vida economico-financeira.

Na terceira parte veremos a correlacao dessas forcas com a ocorrencia de panicos bancarios, que culminaram com a criacao da entidade nefasta, o Federal Reserve.

Arrematando, o que o Federal Reserve fez para viciar o sistema, acabando com o capitalismo e em sequencia, com os estados.

E logicamente, o mais aguardado, como isso tudo vai acabar afetando a sua vida, praticamente fodendo com uma geracao inteira.


Um abraco de quebrar costela

Do amigo da galera


Kleber S.

PS: "O", eu sou o que sou; claramente a ampla maioria dos participantes deste espaco gosta. Ha' zilhoes de manifestacoes positivas em comentarios passados. Se voce nao gosta, paciencia. O maximo que eu posso fazer e' mandar uma bencao.

HUHUHUHUHUUHUHOHOHOHOHOHOHOHAHAHAHAHAHAAAAAAAAA!!!!

Kleber,

Na boa, esse artigo do Oreiro é auto-explicativo.

Você realmente acha razoável fazer um fundo com dinheiro do contribuinte para manter o câmbio desvalorizado?

Sendo que NÃO HÁ evidências de que o câmbio desvalorizado promove o crescimento econômico?

Pra uma análise de uma montanha de dados, teoria e um estudo de caso:

http://www.columbia.edu/cu/economics/discpapr/DP0809-13.pdf

Esse texto deveria ser leitura de cabeceira para todos nós que temos que aturar todos os dias esses malas no Valor Econômico falando merda.


bjundas

Concordo 100% -- Eh um problema de confusão mental mesmo, e isso pode ser inferido ate da (falta de) organização do texto do Professor Marco Rezende. A trolha não tem começo, meio ou fim. Eu li o texto e confesso que não consigo resumir em um abstract o que ele estava querendo dizer.

A graduação do professor do Cedeplar não foi deficiente apenas no ensino de economia, mas também na habilidade básica da escrita dissertativa.

Krebão bobão shut up and writte.

AO BJUNDAS, OU "DA RESPONSABILIDADE DO BLOGUEIRO"

Caro amigo, eu nao gosto nem um pouco de canalha nenhum que queira pegar o meu dinheiro sem minha anuencia explicita pra fazer o quer que seja: politica de saude, politica industrial, politica cambial.

Teve um carinha la' em Nevada chamado Mark Twain que falou algo mais ou menos assim, o': "Nunca as liberdades e o direito a propriedade estao tao ameacados como quando a Legislatura se reune."

De fato, sempre que essas aves de rapina do dinheiro alheio se reunem, o fazem com o proposito de arrancar dinheiro de quem trabalha para dar de beneficio para seus eleitores que querem algum 'as custas do trabalho do outro. Como subproduto, "criam empregos", invariavelmente no setor publico. Para seus apaniguados.

Entao a solucao do Oreiro ja' nasce podre. No entanto, quando um especialista em algum assunto se propoe blogar, ele INERENTEMENTE se compromete a conteudo. Caso contrario ele se transforma numa besta ideologica igual mas de sinal contrario 'a besta que ele critica. Caso o sujeito nao se disponha a fazer isso, como um respeito ao leitor, ele deveria mais e' cair fora, porque de panfletario aqui chega o Porco.

Um grande abraco ao amigo


Kleber S.

PS: Especulando um pouco: talvez o Oreiro nao tenha "respondido" 'a critica deste post porque ela foi tao porcamente elaborada que ele nao quis se dar ao trabalho...

AOS JOVENS ECONOMISTAS

Amigos, a profissao de voces sera' a mais importante deste seculo. Porque alguem vai ter que resolver as consequencias da crise finaceira que teve inicio em 2007. Atualmente tem-se um estado de suspensao aparente, em funcao dos enormes "estimulos" monetarios e fiscais de bancos centrais e governos irresponsaveis. Mas como ja' ficou demonstrado para os mais argutos, a "identidade maldita" won't let it go. A geracao atual de economistas simplesmente screwed up. Sem desrespeito. E' apenas a constatacao de um fato.

Vejam como exemplo a profissao medica. Ate' 1543, inspirado pelo vagabundo, arrogante e consequentemente xarlatao, Aristotleles, os zilhoes de medicos que viveram ate' entao, pensavam que o centro do corpo humano era o coracao. No ano mencionado acima, Andreas Vesalius publicou seu livro sobre anatomia, quando entao os medicos puderam ter o primeiro insight sobre a realidade do corpo humano. A partir dai' a medicina pode realmente se desenvolver. Hoje eu comemorei o primeiro aniversario do meu segundo nascimento. Se eu tivesse tido o problema cardiaco que foi resolvido a 17 de junho do ano passado na epoca do meu nascimento, sem duvida alguma eu estaria morto. Palmas pra Vesalio.

Sabem o que me chamou muito a atencao no caso dos medicos que limparam minha arteria e botaram o stent no lugar do bloqueio? E' que ninguem ali fez mesa redonda, nem ficou trocando opinioes desvairadas sobre a maneira "correta" de fazer a cirurgia. Nao houve divisao entre neo-classicos e austriacos. Eles tinham todos consenso sobre o que deveria ser feito. Como sabiam o que estavam fazendo, o cumpadre aqui sobreviveu. Hoje minha forma fisica so' e' suplantada pelo tempo de caserna.

Agora facam voces um paralelo com a profissao de economista. O mundo esta' numa crise sem precedentes - ou a Great Depression vai virar First Depression, o a depressao que se prenuncia vai ser chamada de GreatER Depression. Os bancos que hoje arrotam grnadeza e querem pagar mundos e fundos pelos seus "talentos", so' existem porque, como mencionado anteriormente, governos e BCs pelai' jogaram a etica no licho e fizeram o bail-out da cambada. Como nao ha almoco gratis, a conta vem, e vem pesada.

Por que a coisa danou-se a esse ponto? Porque a economia ainda engatinha como ciencia, e como tal e' prostituida por politicos e xarlataes, que de posse de modelitos pobres, usam e abusam de estatisticas mal-analisadas em funcao de coeficientes de correlacao cientificamente inaceitaveis, manipulacao pura e simples, ou a ignorancia propositada de Sua Santidade, o Dado. Como o proposito muitas vezes e' o de arrumar ou continuar num emprego publico, escrever uma tese disso-ou-daquilo, ou simplesmente se promover, a coisa fica nessa sinuca de bico perpetua, onde abundam ideias mas minguam resultados.

A pergunta que quero que voces respondam a si mesmos, em seus intimos neste fim de semana e': "Eu realmente sei alguma coisa?"

Voce somente podera' responder SIM, caso voce saiba concretamente o que deva ser feito pra sair dessa situacao calamitosa e nunca mais permitir que se caia nela outra vez. Aproveitando a metafora medica, voces sao economistas pre-Vesalius ou pos-Vesalius? Se a resposta e' POS, entao por que que a humanidade teve que revogar o capitalismo pra tirar a corda do pescoco do sistema bancario a nivel mundial?

Sera' que o vosso conhecimento e' REALMENTE conhecimento, ou e' apenas informacao convencionada como CORRETA dependendo da ESCOLA que o sujeito que se intitulou "professor" de voces se afiliou?

Kleber S.

POR ISSO, JOVENS CUMPADRES...

Nao percam nas proximas horas a serie "NAO CHEIRA, MAS FED", onde o amigo podera' adquirir uma visao de como o sistema tem sido manipulado para que xarlataes de todas as matizes ideologicas vivam do seu dinheiro por "direito adquirido". Enquanto eles os mantem entretidos com discussoes estereis, eles quebram a banca planetaria em nome do "livre mercado", que se fosse realmente livre, hoje eles estariam todos na fila do INPS.

Outra vez: amigo voce realmente sabe alguma coisa, ou voce foi convencido de certos paradigmas de pensamento que sao incapazes de produzir resultados praticos?

Que o Criador vos abencoe em suas decisoes intimas. E se compadeca dos que fizerem a consideracao errada.


Um abraco de quebrar costela


Kleber S.

PS: Uma dica: a primeira vitima do xarlatanismo e' Sua Santidade, o Dado. Este e' ou ignorado, ou distorcido, sempre de maneira a que sirva a um proposito inconfessavel.

> PIG, por gentileza, post o seu >endereco ou caixa postal que eu vou >lhe enviar um brinde bastante >valioso: um espelhinho!!!

Voce nao tem capacidade nem track record pra julgar qualquer um que tenha feito doutorado em Berkeley ou MIT.

Pode continuar com o seu humor idiota, mas tome cuidado, Um dia seus filhos podem acabar lendo essas besteiras que voce escreve, e notar tanto a sua ignorancia quanto a sua falta de capacidade de raciocinar analiticamente e logicamente, quanto a sua arrogancia de sabe-tudo-sobre tudo e ficarem envegonhados com o contraste (o que voce acha que e', e o que e' realmente....)

Voce e uma vergonha. E a prova que a Poli tambem da diplomas a idiotas (apesar que pra entrar no curso de engenharia metalurgica nao requer muito esforco)

PIG

Kleber:

Eu posso ser panfletario, mas tu es burro demais! Esse papo de que o que o Orero escreveu teve dados que o O nao refutou e portanto a critica ao argumento nao e valida, e de uma bocalidade e burrice impar.

Eu sei que e dificil pra voce seguir argumentos logicos. Mas quem sabe isso te ajuda (eu estou caridoso hoje): DADOS nao constituem argumentos logicos, e DADOS ou informacoes ou fatos aleatorios (mesmo que voce os tenha lido no artigo do Orero ou na Forbes magazine) em geral nao geram um argumento.

E obvio pelo seu comportamento (arrogante, ignorante e racista) que e dificil pra voce realemtne entender a distincao, mas eu estou te dando o beneficio da duvida, e assumindo que nunca ninguem te explicou essas coisas.

PIG

Sao DADOS que

1. um corredor mais rapido, iniciando uma corrida atras de um corredor mais lento, tem que chegar ao ponto inicial do corredor mais lento antes de ultrapassa-lo

2. que o corredor mais lento tera se deslocado e avancado no momento que o corredor mais rapido chegar ao seu ponto de partida

Sao DADOS. Mas hoje em dia (depois de Newton e Leibniz) so um mentecapto diria ou sugeriria que para provar que o corredor mais rapido eventualmente ultrapassara o mais lento e necessario "discutir os dados," ou demonstra-los como falsos.

PIG

"O mundo esta' numa crise sem precedentes - ou a Great Depression vai virar First Depression, o a depressao que se prenuncia vai ser chamada de GreatER Depression."

Menos... menos...

Respondendo ao Kleber, eu não sei porra nenhuma!
Em geral ser economista é fingir que sabe...retórica na veia!

Caro Kleber,

acho que a resposta para a Economia está no seu próprio post. Pelo que você mesmo escreveu, após 1543 a Medicina pôde evoluir. E você mesmo disse que quem teve seu ataque cardíaco quando você nasceu teria morrido. Então, a medicina, estudada corretamente e cientificamente, levou 400 anos para conseguir evitar a morte por um tipo de problema cadíaco.
A economia surgiu há pouco mais de 200 anos e sua formalização surgiu no século XX. Muito menos tempo que a Medicina e com o desafio de entender um tipo de organização social (urbana, densamente povoada, interligada) bem diferente que a do passado.
Pela sua juventude, a Economia é controversa.
E outra coisa é quanto aos modelos... os modelos são uma forma de organizar o pensamento e ajudar a entender o problema. Se eu quero argumentar de maneira lógica, a linguagem para isso se chama matemática. Se daqui a 200 anos os economistas olharem com desdém para as teorias atuais (como um médico hoje olha com desdém para as sangrias feitas no passado), ótimo, desde que eles tenham avançado no conhecimento como a própria medicina avançou.
Veja que a quermesse (à esquerda) e os austríacos (à direita) são justamente os aristotélicos da economia, são os que querem colocar a ciência dentro de suas ideologias e fazem de tudo para ignorar os dados.
Por isso que gosto prá caramba do Mankiw, por exemplo. Ele defende pouca intervenção, desce a mamona no Krugman, mas ao mesmo tempo é o criador da teoria dos Custos de Menu, que quebrou o paradigma do RBC de que política monetária não tem influência nem no Curto Prazo. É o típico cara que quer entender o mundo como ele é, e não tentar fingir que ele é como queria que fosse.

MEU FILHO LE O BLOG

Sempre que tem tempo. Uma coisa que ele vai sempre recordar de seu pai e' que ele nao perdia uma so' partida de "chicken". O animal do chiqueiro continua a me chamar de burro. Mas quando foi chamado "pra rua", afinou. Galera, sem que o chiqueiro nos ouca, falemos um pouquinho de confusao mental e lentidao cognitiva. No post acima o coitado do PIG, que espero que nao tenha filhos, pois caso haja hereditariedade em fatores cognitivos sua prole estara' certamente fodida, nem sequer sabe o que e' "dado". "Corredor mais rapido" nao e' DADO, nao, viu estrume! Dados sao os tempos dos corredores numa certa distancia. Os corredores sao - EM FUNCAO DESSES DADOS - classficados, ou ranqueados, ou qualificados como queira da maneira que um criterios qualquer assim o faca. Mas nao esqUeca, galinhaoo: O DADO e' o numero segundo o qual se fez a classificacao.

Espero que burrice nao doa. E minha oferta do espelhinho ainda esta' de pe'.


"MENOS...MENOS"

O processo esta' longe do fim. O que sera' que os economistas tipo"O" pensavam em 1931? Seria como o cara caindo do alto do Empire State, que ao passar pelo 60gesimo andar pensou:

"Ate aqui tudo bem..."


Um abraco de quebrar costela

Kleber S.

GALEGO

Antigamente aqui no blog havia o premio "Jumento de Ouro" pra quem postasse o pior comentario do dia. Vejo que isso foi sabiamente eliminado, uma vez que o MSD (Movimento dos Sem Dado) teve um membro incluido da "propriedade" do blog. Isso naturalmente representa um forte convite 'a idiotice. Xarlataes de varios matizes, idiotas de quatro costados, e ate' (PASMEM, UM ESPANTO!) Galinhas que nem sequer sabem o que seja um dado!!!

Por isso, dado o jabacule geral, o Alex deveria instituir o Premio Melhor Post do Dia. O de hoje certamente iria pra voce.

Concordo em absolutamente tudo que voce escreveu. Mas eu ainda insistiria em um ponto: os amigos economistas tem de fazer a seguinte autocritica: "Nesses 200 anos da nossa ciencia, progredimos o quanto poderiamos ter feito caso nao nos organizassemos em "escolas"?

Como corolario, a segunda pergunta seria: "Nao estaremos sendo por demais ideologicos, e abandonando Sua Santidade?"

E a pergunta final da trilogia seria: "Temos atingido respostas consequentes para a sociedade que depende de nosso trabalho no tratamento desses dados?"

Porque olha, Galego, veja a profissao de engenheiro, por exemplo. O que voce espera de nos: aviao que aterrisse, carro que faca a curva, navio que nao afunde, ponte que nao caia. Alguns de meus colegas acabaram na cadeia por cause de falhas do tipo. Voce NAO quer engenheiro escrevendo justificativa de recall, nem relatori do porque a ponte 21 caiu na Imigrantes DE NOVO.

E' este o que a sociedade espera dos economistas. Eu quero que de algum modo os meus cumpadres parem de fazer bobagem que nos leve periodicamente a crises sitemicas. Particularmente as que, depois de foderem com todo mundo eles ainda se arroguem o direito a bonus milionariso pra preservar os "talentos". Talento de que, de parasitar a sociedade? Certamente que nao.

Entao eu demando resposÞas da classe. E tento ajudar aos mais jovens com minha visao de mundo e experiencia de vida a se livrar do xarlatanismo. dos Sem Dados e dos arrogantes.

Por isso mesmo nao perca a visao esclarecedora da mini-serie NAO CHEIRA, MAS FED, onde voce vai verificar o tamanho do crime perpetrado contra a humanidade pelos detratores de Sua Santidade. Pelos sofistas e arrogantes que tem um diploma disso ou daquilo e pensam que sabem alguma porra. Quem sabe nao produz um resultados desses.

Um grnade abraco, Galego


Kleber S.

Sou um jovem economista e me considero muito sábio.

Sempre repito igual a um papagaio:

1. O montante de gastos operacionais do governo é insustentável;

2. Políticas sociais concentram renda;

3. Os títulos públicos geram uma situação de desequilíbrio, pois pagam acima da taxa de mercado;

4. O governo é grande demais, temos de econtrar uma forma de reduzi-lo;

5. Deve ser feita a reforma tributária;

6. As leis trabalhistas devem ser revistas;

7. O défict da previdência é insustentável;

8. Devemos acabar com os políticos;

9. O câmbio deve ser livre;

10. Inflação é ruim;

11. Se há algum problema, este ocorre porque o mercado não é livre;

12. blá, blá, blá ...

Não importa a platéia e nem o ambiente, sempre que repito o que escrevi, mesmo sem saber a razão ou solução do problema, me julgam como economista sabidão.


O economista sabidão - basta repetir os factóides que escuto por aí.

Em tempo, sugiro a refelxão:

Imaginemos que nossos estimados colegas "O", o anônimo e Alex, o gênio incomprendido, fossem postos na presidência da G.E. no lugar de Jack Welch, o mito. Jack não cursou economia em nenhuma escola sofisticada e não tem notórios conhecimentos econométricos, como nossos colegas. No entanto, os ilustres seres da dimensão da genialidade conseguirim obter resultados superiores a Jack? Levariam a G.E. a um patamar superior, já que são economistas iluminados, dignos do nobel.

Bom, acredito que não. Apesar de todo o conhecimento do funcinamento de mercado, das curvas de oferta e demanda e dos movimentos de capitais, nossos gênios tupiniquins (ou americanos, ou de onde for, mas gosto deles como exemplo porque são notoriamente mais espertos que todos) não seriam melhores do que alguém que nasceu para comandar uma empresa. Seguindo a mesma linha, eles conseguiriam resultados superiores, em termos de bem estar social, do que políticos que nasceram para serem políticos?

Nesse blog é fácil criticar qualquer tipo de atividade desenvolvida pela Administração Pública, mas não gostaria de ver o caos social de um governo comandado pelos Sr(s), que vomitam regras do que é certo e do que é errado. No plano lúdico, falar qualquer merda é válido, agora implementá-la e botar a cara a tapa para todas as consequências é outra coisa.

"200.131.199.20 ? (UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLANDIA - U F U"

>Levariam a G.E. a um patamar >superior, já que são economistas >iluminados, dignos do nobel.

O Kleber Sernik com certeza, por que o cara sabe tudo, de tudo. So nao sabe ouvir, pensar e raciocinar, mas isso ele e incapaz de entender e no seu hipotetico provavelmente nao importa.

Veja so o grande sucesso que o cara e em geral na vida: CEO de porra nenhuma importante. Escritor de porra nenhuma importante. Mas, mas, mas eh um dos maiores e mais populares escritores de comentarios no blog dos outros. no blog! dos outros! Ha ha ha. Fucking mediocrity, principalmente quando em contraste com a atitude modesta do cara: Paul Krugman e um idiota, e o Kleber Sernik e inteligente!

Deve ser duro se olhar no espelho, meu! E se o seu filho le o blog e nao se envergonha, prova que a fruta nao cai longe do pe'.

PIG


ps: eu ia te explicar como a afirmacao que mum corredor e mais rapido que o outro e dado, sim. mas voce e muito bobinho.

"...SUGIRO A REFLEXAO..."

Seu Sugiro, eu garanto pro senhor que o "E" (de Embusteiro, ex "O") nao serve nao. Principalmente nestepaiz. A sociedade americana tem uma tolerancia incomumente baixa pra mentira. Alem disso e' chagado numa alfafinha, pois mente e cita a fonte. Isso e' pedir pra ser desmascarado. Quem ainda nao sabe do que eu estou falando, de uma olhada no fim da lista de comentarios no post abaixo intitulado "EL PIB DE ORO". Entre outras coisas, ele tambem e' vagabundo, pois as pessoas geralmente se tem como paradigma do mundo. Vagabundos portanto pensam que todos sao assim. E ae se ferram.

O "E" num serve nem pra gerenciar puteiro na beira da rota 395 em Nevada.

Um abraco de quebrar costela


Kleber S.

Mais novo paper do Oreiro:

Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro

http://www.bresserpereira.org.br/Terceiros/2009/09.12.Oreiro_Desindustrializa%C3%A7%C3%A3o_Brasil%20_2.pdf

Vamos rir, Brasil!

O DO CHIQUEIRO

Quer jogar "chicken", quer? A oferta ainda esta' de pe'. Ta' cum medo de expor seu QIzinho de ostra, ta', o deslumbrada?

Gozado como embusteiros e xarlataes gostam de rule-shitting. Agora a galinhona do chiqueiro vai definir o que e' "dado". E ai de quem nao concordar!!!

Voces repararam que a galinhona tem um recalque intelectual inacreditavel? Num post anterior eu o desmascarei como nazista pois acredita em eugenia. Foi o unico ponto do comentario que ele nao chiou a respeito. Ele disse que os americanos criam empresas inovadoras em funcao de seu "mindset". Acompanhem so' o tamanho da bobagem, cumpadres:

1- Ele concorda que os US sao mais desenvolvidos economicamente que o Brasil, e que inovacao e' chave para o sucesso.

2- Atribui a constante criacao de empresas inovadoras nestepaiz como consequencia do "mindset".

3- Ele tambem informou que mora ha' 25 anos nos US, e que, apesar de borrar nas calcas quando chamado pro "chicken", ele vive me chamando de burro.

4- Mas cumpadres, "mindset" e' uma coisa de conotacao NEGATIVA. Em linguagem menos xula, e' chamado de "cognitive bias", ou "tendencia cognitiva". Que como qualquer tendencia influencia o raciocinio introduzindo fatores ilogicos ao mesmo.

5- Ora quando fatores ilogicos sao introduzidos, a qualidade da conclusao e', em media, necessariamente DEGRADADA.

6- Entao ha' apenas duas conclusoes possiveis a serem tiradas do comentario da galinhona:

a- Ele tem tamanho complexo de inferioridade, que atribui propriedades magicas 'a DESVANTAGEM dos americanos em raciocinar logicamente, justificando desta forma a melhor performance inovadora, e portanto economica.

b- Em 25 anos aqui nestepaiz ele nao aprendeu porra nenhuma da lingua.


Mas va' ser ruim assim no diabo que o carregue.

Kleber S.


PS: O galinhona, desculpe de eu saber isso, viu.

Estimados amigos,

Queiram perdoar, abro esse breve parênteses a fim de homenagear José Saramago.

"Têm razão os cépticos quando afirmam que a história da humanidade é uma interminável sucessão de ocasiões perdidas.

Felizmente, graças à inesgotável generosidade da imaginação,
cá vamos suprindo as faltas, preenchendo as lacunas o melhor que se pode, rompendo passagens em becos sem saída e que sem saída irão continuar, inventando chaves para abrir portas órfãs de fechadura ou que nunca tiveram".

...

"O viajante está feliz.
Nunca na vida teve tão pouca pressa.

Senta-se na beira de um destes túmulos, afaga com a ponta dos dedos a superfície da água, tão fria e tão viva, e, por um momento,
Acredita que vai decifrar todos os segredos do mundo.

É uma ilusão que o assalta de longe em longe, não lho levem a mal".

José Saramago
06.11.1922 - 18.06.2010

Alex,

Em homenagem à Ciência Econômica e ao Saramago modere (censure mesmo) seu blog.
O nível dos comentários tem estado muito baixo, sem qualquer conotação com a Economia.
Nem precisa publicar este meu comentário, mas gostaria de ler seus comentários, como já pedi, ao artigo do Frankel.
Bom final de semana.

Lú,

tudo bem, o cara até escreveu alguma coisa boa, mas, entretanto, porém... era um assassino intelectual, como alguns outros conhecidos(Garcia Marquez, Niemeyer, Chico e quase toda a FFLCH/USP etc.). Gente desse tipo não deveria se exilar em ilhas paradísiacas ou em Saint Germain-des-Prés, mas viver como um legítimo cubano, norte-coreano, bolivariano ou outro "ano" qualquer("curintiano" tbm serve!), aí talvez eles deixassem de simpatizar com os Castros da vida!


abs

Não que o PIG precise de ajuda para discutir, mas esse argumento do Kleber S de relacionar um diferente mindset dos americanos com eugenia é de uma boçalidade assustadora—é como se no mundo do Kleber o conceito de cultura não existisse. Vai ver o Kleber é uma paródia inventada para ridicularizar a Poli...

“Jack não cursou economia em nenhuma escola sofisticada e não tem notórios conhecimentos econométricos, como nossos colegas. No entanto, os ilustres seres da dimensão da genialidade conseguirim obter resultados superiores a Jack?”

Certamente eu não conseguiria (nem gostaria de tentar), ó criatura abestalhada, sou um economista e não um administrador...

“Nesse blog é fácil criticar qualquer tipo de atividade desenvolvida pela Administração Pública, mas não gostaria de ver o caos social de um governo comandado pelos Sr(s), que vomitam regras do que é certo e do que é errado.”

Que eu saiba o Alexandre já trabalhou no governo brasileiro e com grande sucesso. O Tio “O” aqui somente trabalhou como consultor de governos, e não vou ser eu que vou dizer aqui se tive sucesso ou não.

SE O Kleber Sernik FOSSE SO BURRO A GENTE PERDOARIA (EM INGLES PARA QUE O MUNDO TODO ENTENDA)

Your comments on this blog are unfortunate and display a total lack of judgement, analytical capability, logical reasoning skills, and basic common sense. To put it simply, you are a dumb ass.


This in itself is forgivable, and I for one would forgive you for being a dumbass. I even tried to show you - several times in the past - the flaws in your reasoning or lack thereof, but to no avail. So, Kleber Sernik, you are a very dumb ass. And that too, would be forgivable.

But that is not all, because Kleber Sernik, the dumb ass, is also arrogant, racist, and rude: he is not only a dumb ass, he is also an asshole.

Kleber Sernik, you are arrogant: you think you understand international trade and economics better than Paul Krugman or Ben Bernake. You clearly believe and openly state you are smarter than people you know nothing about and never met ("my IQ is bigger than yours"), despite your dumb ass arguments, and dumb ass reasoning. You never admit you were wrong, even when the evidence is clear and uncontroversial (e.g., you claimed healthcare reform would not pass, and it did. Now you say that what passed was not real healthcare reform, instead of admitting that you were wrong).

You are a racist. And your comments about muslims show that.

And you are rude. You quickly resort to ad hominem attacks: you are not an arrogant dumbass with grace (it is possible). You called me an antisemite because I said that what Israel did and does in Gaza is stupid and the way it treats the Palestinians is shameful (this happens to be the view of many people in Israel too!).

But despite all that, I will continue to give you the benefit of the doubt. Maybe you are a misunderstood genius and deserves forgiveness for being a racist, arrogant, rude asshole. So, tell us Kleber, what have you achieved in your life, what have you built, what have you written or contributed in your career that justifies this "holier than thou" attitude?

To be clear I googled "Kleber Sernik" nothing very impressive comes up. No major business achievements. No major scientific achievements: no major patents, no major papers, nothing. In fact, what does show up is a bunch of silly comments in all kinds of blogs on the internet. But Kleber, how can one square your genius, your experience, and your insight - that allows you to have such unique understanding about so many topics: health care, the Middle East, macroeconomics, the European banking system, International trade and economics,business, etc. - with the lack of any evidence of any major contribution?

The answer is that one can't. But if I am wrong and you share with us one or a few major contributions of yours to any field, at any time, that would help us forgive you for being an arrogant asshole.

Until then, all I can do is laugh at your sorry ass, you dumb ass, you asshole.

PIG

Vamos parar com essa viadagem?

Foi só aparecer uma mulher no blog que geral ficou ouriçado.

A Copa do Mundo bombando e vcs aqui discutindo economia.
É brincadeira?!, diria o craque Neto.

Abraço do Pai Alex.

Caros amigos,

Será que a temperatura não estaria subindo acima do necessário?

Grande abraço a todos

W

Bombando?! Copa do mundo soporífera ate agora.

Vamos promover um mini bolão. Funciona assim: Cada um dá seu palpite para o placar do próximo jogo do Brasil.
Quem acertar ganha direito a um jantar com a Luciene e elege a bixinha da semana: Kleber ou "O".

Abraços,
Bafana Fafana

E quem disse que a Luciene jantaria com você, mesmo ganhando o bolao?

Kleber bobão só não tem people smarts. Ninguém é perfeito, certo.

Deixa o homem escrever pessoal.

Kleber, you gotta be tough but you gotta be cool man. Beware when you label people as dirty or whatever.

O tal de O está em ajuste fino. Algum dia vai chegar lá. Tá verdinho e arrogante mas parece que não colava nas provas.

Olá rapazes,

Que bom que estão de volta!
Estava preocupada...
Promovam o “bolão” sim.
Cozinho muito bem . Mas não se esqueçam de trazer toda a família.

Bjs.,
Lu.
PS.: As musas são 9, me identifico com Urânia. Só pra manter a tradicional característica dos membros, cês não estariam fracos de musa não! Kkkk

Errata: num post anterior, a grafia correta é constraNjam.

A propósito da discussão, vi a apresentação de um artigo muito interessante do Ruy Lama e Juan Pablo Medina: "Is Exchange Rate Stabilization an
Appropriate Cure for the Dutch Disease?" (recebi o artigo por email, mas não achei link para o texto completo no google, apenas para a apresentação: https://editorialexpress.com/cgi-bin/conference/download.cgi?db_name=CEF2009&paper_id=321&file_type=slides).

Em resumo, os autores estimam um modelo DSGE de pequena economia aberta razoavelmente completo para a economia Canadense, incluindo o efeito de "learn-by-doing" (empresas maiores aprendem mais e são mais eficientes, de modo que uma desaceleração do crescimento da indústria nacional teria efeitos persistentes), e avaliam a medida de bem estar de Lucas para diversas respostas à doença Holandesa. A conclusão é que instrumentos como política monetária e cambial são instrumentos muito rústicos e pouco efetivos para o problema, e acabam piorando o bem estar. Aliás, o bem estar é uma função decrescente da intervenção no câmbio.