teste

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

29 comentários:

Fala Brô,

O programa continua ótimo. Meus parabéns, sempre um prazer ouvir o call de abertura (eterno Triconomics).

Queria comentar algumas coisas recentes que vi na mídia. O que você acha, brô?

1- José Luís Oreiro ontem no Valor sugerindo controles à entrada de capital no Brasil num contexto de déficit em transações correntes não inteiramente financiados por IED. Isso faz sentido?

2- alguns ditos desenvolvimentistas clamando por mais cambio depreciado como soluçao pro país, a despeito de termos desvalorizado à beça nosso câmbio real, sendo que nem cócegas foram avistadas no desempenho da industria (acho que o câmbio vai naturalmente depreciar, dado nossos fundamentos terríveis, o que será bom para ajustar o BP, mas não espero nenhum efeito expansionista sobre o produto, pelo contrário, acho que isso vai deprimir ainda mais o PIB).

3- artigo no Valor mostrando que, a despeito da tentativa do governo Dilma de atacar os spreads bancário via bancos públicos, eles voltaram ao mesmo nível pré-ataque. A materia está um pouco tendenciosa, eu achei, dado que estamos em outro patamar de taxa de juros, o que, como mostram alguns trabalhos empiricos, isso afeta o spread via custo de oportunidade para os bancos. O que pensa?

Forte abraço brô,
Economista X

Ah, claro, como deixar de notar a pérola de Marcelo Mitherof:

Por isso, suspeito que um dos principais motivos para a economia neoclássica ser dominante em repercussão é prometer aos mais pobres melhores condições de vida no futuro enquanto lhes impõe um presente de sacrifícios (juro mais alto e ajuste fiscal para pagá-lo) que beneficiam os mais ricos.

VOLTA X, EU TE AMO, LAGUAR O FMI, VAMO CONSTRUIR UMA CASA NA PRAIA, EU, VOCE, UM CACHORRO E DOIS FILHOS (ADOTADOS)



Não vão botar os episódios no iTunes?


Apenas para dar uma pssível explicação do aumento do salário médio nessa conjuntura.

Se houve redução do número de empregados neste mês e o salário das pessoas que perderam emprego for menor do que a média salarial do mês anterior, o valor dessa média, neste mês, necessariamente será maior do que a média do mês anterior.

Ou seja, o crescimento do salário médio neste mês não significa necessariamente que as pessoas que se mantiveram empregadas tiveram aumento de salário, mas sugere que seus salários são maiores que eram os das pessoas que perderam o emprego. Isto indica que a crise atinge antes os mais pobres...

Apenas para ficar claro: o "X" e o "X" são os mesmos? Digo, "aquele X" e "este X"... Não, né?

O senhor participou da elaboração do programa econômico do novo?

Este Levy é falastrão e não vai durar muito. Me pergunto porque aceitou participar deste governo.

Alex, nao dialoga mais com seus leitores?

" Anônimo Anônimo disse...
Alex, nao dialoga mais com seus leitores?"

Não

" O senhor participou da elaboração do programa econômico do novo?"

Nao. Soh os antigos fas do Joaquim (que sumiram do blog; por que serah?) podem participar...

Acho que a atuação e comportamento do Levy estão sendo decepcionantes. O Alex não se animou com a indicação dele, agora entendo porque.
Do jeito que a coisa anda ele não chega ao final do ano no cargo.

Do partido Novo,um partido que assume uma plataforma liberal.

Eu assisti o Globonews painel,o senhor citou Keynes como um grande economista?

Joaquim Levy se esqueceu dos ensinamentos de Milton Friedman .

Quanto o senhor calcula que e o PIB potêncial do Brasil com a macro ordenada?

"Eu assisti o Globonews painel,o senhor citou Keynes como um grande economista?"

Sim: um dos que deu forma à disciplina.

Mas e Friedman e Adam Smith?

E Samuelson, Hicks, Schumpeter, Ricardo, Mill, Tobin, Modigliani, Arrow, Solow, etc.

Porque nenhum partido liberal ou conservador tem Keynes como referência intelectual.A referencia e :Milton Friedman,Adam Smith,Any Rand,Edmund Burke.

E eu deveria me preocupar com isto?

Um economista deve defender o indivíduo como principal gerador de riqueza,o livre mercado,as liberdades individuais e as ideias de keynes vai contra esses princípios.

Ô liberal mala, dá um tempo vai. Vai estudar Economia antes de vir palpitar sobre Keynes e cagar regra em cima de quem sabe zilhões de vezes mais do que você.

"as ideias de keynes vai contra esses princípios"

E o singular vai contra o plural...

Quanto ao conteúdo, eu estou meio velhinho para ouvir alguém me dizer como devo me comportar...

O sr agiu como um liberal nesse seu último trecho.Logo o sr concorda que e imoral a existência de um BC? Um burocrata determinar qual deve ser a taxa de juro para controlar a inflação,etc.

Veja o Bitcoin,surgiu sem regulamentação,foi uma iniciativa individual e e uma moeda que e aceita.

"O sr agiu como um liberal nesse seu último trecho.Logo o sr concorda que e imoral a existência de um BC? Um burocrata determinar qual deve ser a taxa de juro para controlar a inflação,etc.

Veja o Bitcoin,surgiu sem regulamentação,foi uma iniciativa individual e e uma moeda que e aceita."

Imoral foi o tratador que te deixou sair do zôo assim despreparado.

Rodrigo Constantino tem um ótimo artigo sobre a defesa do padrão ouro,além disso com ele o deficit público fica limitado

http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/economia/a-viabilidade-do-padrao-ouro/

Veterinário, por favor, tem outro solto...

Você toparia debater em um Hangout com algum intelectual da escola austriaca,sobre as suas divergencias?