teste

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

E aí, vai encarar?

“Numa política monetária (sic) de metas de inflação é muito mais razoável considerar as taxas médias dos últimos três meses como medida de inflação do que a taxa acumulada de inflação dos últimos 12 meses, como faz o Banco Central do Brasil” (Yoshiaki Nakano - link abaixo)
Aguardo ansiosamente artigo do Yoshiaki defendendo um aumento brutal dos juros depois da inflação (anualizada) dos últimos 3 meses atingir quase 13%. Ansioso, claro, mas em posição confortável, porque vai demorar muuuuiiiittttooo...

Reações:

9 comentários:

Porque se trata de um regime, isto é, de um conjunto de regras, e não de uma decisão.

Quando o BC decide aumentar ou reduzir a Selic, ou o Tesouro aumentar ou reduzir o superávit, trata-se de uma decisão de política.

Já o regime monetário e fiscal trata das regras que disciplinam a decisão de política.

Mas Nakano fez um grande ajuste fiscal em SP.

E o Fio Maravilha fez um golaço em 1970 e qualquer coisa que virou até música do Jorge Ben....

Até onde lembro, fazer ajuste fiscal em um estado não o impede de falar besteira. Para completar a canalhice, poderia ter escrito "é mais sensato utilizar a inflação de 3 meses ou a de 12, o que for menor"...

rsrs, esperando sentado, claro.

"Quando o BC decide aumentar ou reduzir a Selic,..., trata-se de uma decisão de política"

Então não é uma decisão técnica? Esta frase sua parece-me deveras heterodoxa Alex

""Quando o BC decide aumentar ou reduzir a Selic,..., trata-se de uma decisão de política"

Então não é uma decisão técnica? Esta frase sua parece-me deveras heterodoxa Alex"

Pergunta: vc eh tao burro quanti seu comentario sugere ou estava apenas fingindo?