teste

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Sobre a Veja

O fato que uma revista como a Veja existe – e é a revista semanal mais vendida no Brasil – me dá orgulho de ser brasileiro e esperança em um futuro melhor.

Mais que isso, a palavra herói define para mim o chefe de redação e os jornalistas encarregados de tantas reportagens históricas como aquelas sobre a Erenice, o ministério dos Transportes e, principalmente, sobre o Zé Dirceu.

Tinha que dizer isso.

Reações:

97 comentários:

Um post legal do Alex, para gerar debate, etc...aí vem o "O" com essas bobagens em cima. Não entendo sequer o propósito de um post como esse para o blog.
Pior que virou regra: o Alex coloca um post e em seguida, sem dar muito tempo, o "O" publica algo irrelevante e encerra a discussão.
Volte aos post sobre economia "O". Onde estão as resenhas dos artigos heterodoxos?
Abs

Parabéns O pelo post. Ainda se tem vida inteligente por estas plagas. Mas não nos iludamos, os totalitários estão sempre a espreita para calar a Veja ou qualquer um que se coloque no caminho deles.

Para mim, a Veja é só mais um folhetim socialista, como TODA a imprensa nacional. Eu só leio blogs.

Att.

Vienna Man

Papo furado "O", não tinha o que postar?

Pobre "O", parece tão ingênuo. E o fato é que a mitologia avança na Modernidade.

O Collor cairia se não fosse pela VEJA?

Boa "O"! Para os bolivarianos petralhas a Veja foi boa para derrubar o neo-petista Collor e denunciar casos como o SIVAM, mas, a partir de 2003 virou, como diria Odorico-Lulla-Dirceico;

"Isto deve ser obra da imprensa direitista, marronzista e badernenta"

Orgulho mesmo da entrevista feita pela referida revista sobre o falecido governador do DF Arruda sobre a sua "recuperação", uma semana depois de ter assinado um contrato que garantiriam a distribuição da Veja em escolas públicas e alguns dias antes de ter videos seus com dinheiro na meia divulgados em rede nacional...

"O Collor cairia se não fosse pela VEJA?"

Provavelmente nao.

Embora não sendo ortodoxo, gosto de ler esse blog, mesmo que não concorde se fala sério de economia.

Mas ficamos por aí, se orgulhar de Veja é algo que vai além de disputas ideológicas e cai no terreno do irracional, ou pelo menos se afasta de qualquer razoabilidade.

Quer algo liberal? A Época esta aí. Algo mais à esquerda? Tem a CartaCapital. A Veja é simplesmente reacionária, ou coisa pior.

Gostei muito do comentário do "O" e concordo com ele.

Não é facil, neste país, assinar denuncias graves contra o alto escalão do governo e contra gente que, ainda que indiretamente, tem muita influência sobre o poder público.

Também estou muito contente com a hombridade e coragem da revista Veja e com as matérias que tem publicado.

Independente de opção política, todos temos que ser contra qualquer tipo de corrupção.

Vcs têm noção do tanto que a Veja pisou no calo dos "petralhas"?

Nâo? pois é... pasmem... o PT estará fazendo uma passeata contra a revista.
Vejam vocês mesmos: http://www.pt-sp.org.br/noticia/?acao=vernoticia&id=6052

Ainda que este site seja econômico, de minha parte, dou os parabéns ao "O" e gostaria que, ainda que a distância, todos pressionássemos esse bando de corruptos pra fora do país...

"A Veja é simplesmente reacionária"
Ser reacionária é se contrapor a ordem em vigor, ser contra a mudanças, correto? Criticar o Lula e o Collor não se enquadraria na definição então. A revista poderia na melhor hipótese ser chamada de conservadora.
Progressista seria uma definição correta da Carta Capital??
Fernando A

O que é a revista Veja ??? Uma revista semanal que passa a maior parte do tempo falando de dietas, regimes, educação de filhos etc... e que quando se aproxima do calendario eleitoral resolve se transformar em partido de oposição... A Veja é parcial, mentirosa..... jornalismo de esgoto..... O desespero dessa gente é que o seu discurso Udenista não vinga...

Fernando A, até onde eu sei essa distinção que voce tá fazendo é entre "conservador" e "progressista", ser reacionário é outra coisa, até onde eu sei sobre o uso dessas "classificações".
Ao meu ver reacionário é ser um fundamentalistaantiracionalprotofascistóide, podendo ser de direita ou de esquerda.

ps: não to chamando ninguém de reacionário, não me insuuulteem!;)

O que isso tudo tem a ver com Economia???
Socorro Alex!

"A Veja é simplesmente reacionária, ou coisa pior."

Por que?

Fazer nos ultimos meses o melhor jornalismo das ultimas decadas no Brasil eh ser reacionario?

"O"

"O" para redator-chefe da VEJA!Vai assinar "OLHA". E.. todos enxergaremos melhor a realidades que nos cerca!

regojizem-se krugman followers:

O mestre keynesiano acaba de detonar (pela milésima vez) os modelinhos dos seguidores do evangelho de Bob Lucas :

http://www.palgrave-journals.com/eej/journal/v37/n3/full/eej20118a.html

" Um dos principais responsáveis pela implementação do regime de metas de inflação no Brasil, Sergio Werlang, diz que o Banco Central não colocou o sistema em xeque ao surpreender os analistas e reduzir na semana passada os juros de 12,5% para 12% ao ano. "

e

" Valor: A convergência da inflação para a meta de 4,5% em 2012 ainda é possível?
Werlang: É possível que a meta de 4,5% seja atingida ao fim de 2012, mas a probabilidade de isso ocorrer é um pouco menor que antes da decisão. "


Ou seja, abrir mão da meta do PRÓXIMO ANO não é colocar o sistema em xeque?


Com todo respeito ao Werlang, mas confesso que não entendi.


The Anchor

Eu proponho que se faça a aferição da proporção de "gostei" e "Não gostei" nos posts do Alex e do "O". Se a audiência valer de alguma coisa, "O" mude a postura.
Saudações

Inflação deste ano: em torno de 6,5% (sou otimista e acredito na BACEN)

2012: Correção de salário de aproximadamente 14%

2013: Correção de salário próximo a 10% (6,5% de inflação em 2012 + crescimento do PIB de 3,5%). Se o PIB crescer mais de 3,5% e/ou a inflação ficar acima de 6,5% a correção de salário em 2013 será de mais de 10%.

Não vejo como alguém pode achar que a inflação em 2012 será de 4,5%, nem sendo muito otimista e acreditando muito no BACEN...

btw, assino a Veja e concordo com o O. Desde a queda do Collor até a recente faxina nos transportes é possível identificar o trabalho da Veja. Se a revista cometeu erros, são pequenos perto da contribuição que a revista fez e continua fazendo ao país.

Não entendeu o que? O cara é diretor do Itaú, não pode falar mal do governo/bacen. Ponto final.

"Ainda que este site seja econômico, de minha parte, dou os parabéns ao "O" e gostaria que, ainda que a distância, todos pressionássemos esse bando de corruptos pra fora do país..."

Acho esse tipo de afirmação "ingênua". É claro que essas revistas (e a imprensa em geral) fazem um grande favor à sociedade ao mostrar um pouco das coisas que acontecem na orgia política desse país. No entanto, o problema da corrupção está arragaido nessa sociedade e não será a imprensa que dará conta do trabalho. A maioria esmagadora dos brasileiros praticam tais atos (de corrupção) quando tem a oportunidade. O problema da corrupção vai do porteiro do prédio que desvia a correspondência ao presidente da república. Onde mais existe corrupção é onde as pessoas mais têm chance de "roubar" com baixos custos de serem pegos. Nós, professores, convivemos com alunos (de graduação e pós) que tentam colar nas provas!!! O que é isso, senão um tipo de corrupção??? Quando um caminhão vira na estrada, muitas pessoas vão saquear a mercadoria como se não tivesse dono!!! Quantas pessoas tentam subornar o guarda rodoviário ou justificar a infração quando a comentem??? Quantos chefes utilizam o trabalho de seus subordinados como se os méritos fossem totalmente deles??? Quando empregados fingem que estão trabalhando quando, na verdade, estão no facebook ou em outros sites não relacionados ao trabalho??? A cultura do jeitinho está em todos os lugares e as pessoas acham que isso é bonito... Acorda Brasil!!! Temos que mudar isso em todos os níveis para que o país comece a se tornar decente.

Chamando as coisas pelo nome. Isso porque, segundo linguagem oficial, crime passou a ser malfeito.

Assim:

- Suborno ou Propina
- Nepotismo
- Extorsão
- Tráfico de influência
- Utilização de informação governamental privilegiada para fins pessoais ou de pessoas amigas ou parentes
- Compra e venda de sentenças judiciárias
- Recebimento de presentes ou de serviços de alto valor por autoridades
- Peculato-apropriação
- Peculato-desvio
- Peculato-furto

Esses nomes precisam ser popularizados.

A veja é um balcão de negócios, daí sua importancia, fortaleza e fragilidade. Náo significa que ela seja, necessariamente, justa, imparcial, benéfica ou prejudicial ao país. É provável que ela seja cada uma dessas coisas, em momento distintos.

Veja é necessária, assim como o mercado. Quem diz o contrário é justamente quem não entende o que é o mercado.

O elogio de "O" é natural, pelo que sabemos dele(a).

“Eu proponho que se faça a aferição da proporção de "gostei" e "Não gostei" nos posts do Alex e do "O". Se a audiência valer de alguma coisa, "O" mude a postura.”

De fato, vou mudar minha postura em resposta ao comentário de um... anônimo!

"O" , vc como economista é um grande cara de pau. Como vc faz ironia com um post de um anônimo se vc não tem o peito de botar a cara prá fora? Vc tem que amadurecer menino.

Achei que haveria mais empatia... De anônimo para anônimo!
A propósito, o fato de ser anônimo invalida o argumento?
Reconheça e mude. Tá parecendo uma criança mimada.

Veja só "O" eu até curto as coisas que vc escreve, acho bobagem essa sobre a veja e tals, mas não vem ao caso. . . Agora falar a sua ironia "De fato, vou mudar minha postura em resposta ao comentário de um... anônimo!" é um non sense, afinal o que vc é kkk um anômino pow

Off topic.

Olha aí o candidato a presidente do O, quem diria... lol

http://oglobo.globo.com/blogs/pagenotfound/posts/2011/09/09/tire-as-criancas-da-frente-do-computador-404616.asp

"Em tese, o SNB pode criar quantos francos quiser; na prática, em algum momento ele terá que se preocupar com as conseqüências desta ação, qual seja, eventuais pressões inflacionárias (e/ou bolhas de ativos) que esta política poderá causar."

Emissão de moeda cria ou não cria bolha de ativos ou inflação? Ou isto só ocorre quando é emitido franco suíço, mas quando dólares são emitidos no QE estes efeitos não ocorrem? Contradição com um certo debate que já ocorreu aqui...

Hp

"o" queimando o filme do blog, mais uma vez. Uma pena.

acho q a veja é rica em propaganda e pobre em conteudo. Oje em dia acho uma revista fraca.

"Emissão de moeda cria ou não cria bolha de ativos ou inflação? Ou isto só ocorre quando é emitido franco suíço, mas quando dólares são emitidos no QE estes efeitos não ocorrem? Contradição com um certo debate que já ocorreu aqui.."

Há uma diferença importante: nos EUA a taxa de desemprego está em 9%, bastante acima de qualquer estimativa de NAIRU e todas as demais medidas de hiato de produto sugerem que há uma folga extraordinária na economia, mesmo com juro nominal zero.

Já na Suíça a taxa de desemprego não parece estar muito longe da NAIRU (um filtro HP sugere uam NAIRY ao redor de 4%, contra um desemprego observado um pouco abaixo disso), de modo que a ameaça de deflação aparenta vir apenas do comportamento da taxa de câmbio. Em outras palavras, a tração que se der na economia Suíça corre bem mais risco de virar inflação do que a correspondente nos EUA.

Velha tática. Agora querem bater no O mas esquecem do conteúdo do post. Aliás, o petismo faz isso muito bem ao ignorar o mensalão e as denúncias de corrupção nos governos Lula e Dilma.

Segundo o caro "O" um dos grandes feitos da VEJA foi a derrubada do Collor. Pergunto: em quem o "O"acredita votaram os economistas admirados por ele, naquela eleição de 1989? (Suponho que o "O" ainda usava fraldas, à época!)Peço que ninguém mais vista a carapuça quanto ao "Caçador de Marajás", patrocinado pela mesma Veja et alii?

"Peço que ninguém mais vista a carapuça quanto ao "Caçador de Marajás", patrocinado pela mesma Veja et alii?"

Denunciar a corrupção de um presidente que a própria revista apoiou apenas engrandece a revista. Deveria ser óbvio, mas a lógica petralha não permite chegar a esta conclusão.

Eu infelizmente votei no Lula, por motivo de ignorância juvenil.

Foi sem dúvida o pior voto que eu já fiz, mas felizmente, fui voto vencido.

Se soubesse então o que sei hoje, teria votado no Collor.

"acho q a veja é rica em propaganda e pobre em conteudo. Oje em dia acho uma revista fraca"

A Carta Capital tem pouca propaganda. Quando eu a lia, tinha aquela do "Brasil, um país de todos", às vezes tinha alguma da Petrobras, etc...

Qual e' o problema de ser "reacionario"?

Eu anulei meu voto em 1989, "O". Votei no Covas no primeiro turno. Ulisses Guimarães [PMDB] e Covas [PSDB] declararam apoio a Lula no segundo turno. Mas a arrogância petista desdenhou publicamente o apoio. Foi o que precisava para confirmar o que minha consciência dizia para eu não fazer: votar no Lula. Nunca cogitei votar no Color. Considerei votar no Lula contra o Color, mas pensava também se isso não seria pular do fogo para cair na frigideira. Daí que os petistas deixaram claro que meu voto seria indiferente para eles. Foi ótimo. Bosta por bosta, anulei.

Augusto Nunes conta que Ulisses e Covas foram vaiados pelos petistas no Pacaembu, quando foram ao palanque do Lula para manifestar o apoio.

Não lembro do fato relato por Nunes. Na época eu morava em BH. Mas lembro bem dos arrogantes petistas lá de BH e que Ulisses Guimarães e Covas votaram no Lula. Lembro também em quem Covas recomendou voto e votou no segundo turno das eleições para a prefeitura de SP em 2000. Para quem não lembra, não foi no Maluf.

A revista Veja, considerando os erros e os acertos ao longo de todos esses anos, é o que você disse: de longe, a melhor revista do Brasil.

Bando de comentadores patetas, que dessa missa não conhece nem o introito.

Para o palerma que escreveu "Pergunto: em quem o "O"acredita votaram os economistas admirados por ele, naquela eleição de 1989?"

Eu pergunto:

Em quem votou Delfim Neto em 1989, o velho-novo guru dos petistas? No Lula? Em quem votou Sarney em 1989. No Lula? Em quem votou Renan Calheiros em 1989? No Lula? A lista é longa, palerma.

Para quem não lembra, eu recordo a civilidade política dos petistas em manifestações em 2000 contra o governo Covas (*). Lembro que em junho de 2006 o petista histórico e amigão do Lula, Bruno Maranhão, organizou a barbárie fascista que invadiu a Câmara dos Deputados e decepou a pauladas a cabeça de um busto de bronze do ex-governador Mário Covas, falecido em 2001.

(*)19 de maio de 2000 - O governador é agredido com uma bandeirada na cabeça, durante manifestação de professores em São Bernardo do Campo, no ABC paulista

1º de junho de 2000 - Ao tentar entrar na Secretaria da Educação, na praça da República (região central de São Paulo), onde professores em greve estavam acampados, Covas é atingido por pedras e paus e sofre um ferimento na testa e outro no lábio superior

25/10/2000. "São Paulo precisa da Marta não apenas porque o outro tem defeitos. A Marta é a candidata de todos nós. Sua vitória será a vitória de cada um de nós."

Mário de Covas, governador de São Paulo (PSDB), ao anunciar que adiou a sua internação para a retirada de um tumor para votar em Marta Suplicy, candidata do PT à Prefeitura de São Paulo.

O PT já teve militância de gente com a dignidade de Mário Covas. Mas essas pessoas abandonaram o PT. O que restou é escória. E a revista Veja faz bom jornalismo quando mostra isso. Quando corajosamente mostra isso.

"Eu infelizmente votei no Lula, por motivo de ignorância juvenil."


Eu disse que você era um comunista juramentado, eu sabia, eu tinha certeza... mais um ponto para o comando de caça aos comunistas. Medalha, medalha, medalha...

rofl

E depois vem falar que não é manipulado... você é bem patético mesmo. Elogiar a Veja, e seu jornalismo de esgoto, e agora seguindo a linha GESTAPO de jornalismo investigativo, mostra que você vive em um mundinho bem limitado e patético, típico de uma elite atrasada e raivosa que um nordestino tenha assumido a presidência e feito um belíssimo governo.

Fico com pena do paraibano (como meu pai) Epitácio Pessoa, e do sergipano Café Filho, que, no universo em que a GESTAPO apenas filmava malfeitores, foram também eliminados da história do Brasil.

P.S. Sem contar, é claro, o alagoano Deodoro da Fonseca (seu sobrinho, Hermes, também presidente, era filho de alagoano, mas nascido no RS)

A Veja representa o pior do jornalismo investigativo, bancado pela elite que busca destruir o líder trabalhador, vindo da miséria, nordestino, vegetariano, adorador das baleias e dos ursinhos panda. Em suma um piscina olímpica de bondade e entrega. Sarneysão é outro nordestino que teve sua reputação vilipendiada pelas investigações da imprensa. Deixa os caras trabalharem em paz! O governo só quer nosso bem! Ou tá na folha de pagto ou é muito trouxa para falar essas coisas.
Fernando A.

Putz, esqueci o Sarney! Valeu Fernando.

E o Castelo Branco? Pois é.

Não qualificarei de palerma um desconhecido, simplesmente, por dele discordar . Mas a ingenuidade pulula na crença da grandeza altruísta da Veja, quando os fatos evidenciam que o pupilo, Caçador de Marajás, feito deus, da noite para o dia, criatura que se imaginava terna e obediente, revoltou-se contra os criadores, e, Lúcifer ameaçador, foi atirado às profundezas, recurso manjado desde antes do Gênesis. Os Interesses, sobressaltados com as inequívocas tendências esquerdo-populistas (Briza a tiracolo!) do, até então, jovem impetuoso, meteram-lhe o pé no traseiro. O manto de corrupção, a coroa de maluco, com que foi levado ao calvário, ainda continua iludindo muitos não-palermas. Afinal, quem dá sustento à manha dos espertos, senão a ingenuidade dos sabichões?

“um nordestino tenha assumido a presidência”

Até onde eu me lembro, a última vez que um nordestino chegou à Presidência foi Fernando Collor. Desde então tivemos Itamar (mineiro), FHC (paulista), Lula (paulista) e Dilma (gaúcha/mineira).

“um nordestino tenha assumido a presidência”
"Até onde eu me lembro, a última vez que um nordestino chegou à Presidência foi Fernando Collor."
Dados, malditos dados... pior que eles só os malditos videos... sempre insistindo raivosamente em destruir o melhor presidente da porra toda.
Mas vocês não existem. Dados, opiniões, pessoas, videos serão devidamente excluídos da história. Repitam comigo: o Lula é nordestino, foi o primeiro nordestino presidente, destruiu o império dos EUA e criou 100 milhões de empregos.
Caraca já são 11:00! Porra tenho que ir pro sindicato, para acertar uma parada da ONG que trabalha com ecologia e cidadania. Fui!

Não sei se é o caso de rasgar tanta seda. Mas, para mim parece óbvio que: (i) nenhum outro veículo fez tanto para denunciar a corrupção no Brasil neste e em outros governos e (ii) a petralhada odeia a Veja pelas suas (da Veja) virtudes muito mais do que pelos seus vícios...

“Lula paulista??? oO”

E como que Lula não é paulista?!?

Ele trabalhou, tem toda sua família, passou praticamente toda sua vida, construiu sua carreira política e sindical em São Paulo, e voltou para lá quando terminou seu mandato. E para completar tem sotaque fortíssimo de paulista e é corinthiano. O que mais você quer?
Lula é tão paulista quanto George W Bush é texano.

lula é tão nordestino quanto FHC é carioca. só nascimento não basta

"e voltou para lá quando terminou seu mandato".

Já sabemos então que o "O" não escreve de São Paulo.. já é uma dica.. será ele de uma Asset no Rio? Será ele alguém infiltrado no governo?.. Suposições à mesa...

ALEX, o que dizia a NAIRU quando o Fede inundava o mercado por aqui e criava a bolha imobiliaria?

Abracao

Lula paulista!? O "O", pelo visto, nem naturalidade respeito mais.Daqui a pouco vai responder como a bela loura, indagada sobre seu estado civil: - Paraíba!

"O" diz ter votado no Lula em 1989. Curiosidade: era adepto do programa (implicitamente descarado) de estatização,reforma agrária total, renegociação (calote) das dívidas interna e externa?

Esse "O", por acaso, sabe o que é torno mecânico, marmita, latrina de fábrica?

Pra mim, até que dê as caras, é um almofadinha pequeno-burguês.

"E como que Lula não é paulista?!?

Ele trabalhou, tem toda sua família, passou praticamente toda sua vida, construiu sua carreira política e sindical em São Paulo, e voltou para lá quando terminou seu mandato. E para completar tem sotaque fortíssimo de paulista e é corinthiano. O que mais você quer?"

Além do mais, ele é lobista da FIESP!

“"O" diz ter votado no Lula em 1989. Curiosidade: era adepto do programa (implicitamente descarado) de estatização,reforma agrária total, renegociação (calote) das dívidas interna e externa?”

Cara, eu era moleque e não queria votar em alguém ligado à ditadura militar. Por motivos pessoais, alias.

”Esse "O", por acaso, sabe o que é torno mecânico, marmita, latrina de fábrica?
Pra mim, até que dê as caras, é um almofadinha pequeno-burguês”

Pra você... é irrelevante para mim.

"Pra mim, até que dê as caras, é um almofadinha pequeno-burguês"

Eu sou um almofadinha pequeno burguês... naah estou mais para almofadão.

"Heróis", esse post foi uma piada, não foi ? Os "métodos investigativos" da Veja parecem ter saído de um curso com o Murdoch, e em um país mais sério como a Inglaterra, olhe o que aconteceu com o jornal dele. Fora a matéria em si, não há fatos e jornalismo, apenas ilações, rancor , coisa típica da atual fase "fundo do poço" da Veja. Você falar que está orgulhoso disso pode ter dois significados : ou você é tolo, ou quer arranjar um bico com os Civitas.

Tenho preguiça de escrever. Sem revisão, fiz um post medíocre no meu singelo blog, com a minha visão do que poderá ocorrer se a Grécia abandonar o euro.
Sintam-se à vontade para criticar.

“"Heróis", esse post foi uma piada, não foi ? Os "métodos investigativos" da Veja parecem ter saído de um curso com o Murdoch, e em um país mais sério como a Inglaterra, olhe o que aconteceu com o jornal dele.”

Non-sense. Não existe semelhança alguma entre os métodos da Veja para desmascarar a corrupção no governo petista e as ações condenáveis do grupo do Murdoch.

“Fora a matéria em si, não há fatos e jornalismo, apenas ilações, rancor, coisa típica da atual fase "fundo do poço" da Veja.”

Se você está falando da matéria sobre o Zé Dirceu e aquela que causou a queda da Erenice, ambas foram furos jornalísticos de primeira grandeza. Que tenha acontecido em uma revista brasileira, é motivo de orgulho para mim. Pela qualidade do jornalismo e também pela reação da sociedade brasileira contra a corrupção.

“Você falar que está orgulhoso disso pode ter dois significados : ou você é tolo, ou quer arranjar um bico com os Civitas.”

Não projeta, Odney Castro: nem todo mundo tem o nariz marrom como você.

Só pode ser piada. Piada de péssimo gosto. Por favor, digam que isso foi uma ironia!
A Veja é e sempre foi manipulada e conduzida tendo em vista interesses privados. O interesse público nunca foi sua prioridade, senão a ingerência política visando à obtenção de favores e garantias polícos.

Boa. A revista veja é uma das poucas revistas que ainda sobrevivem em nosso país devido a sua seriedade e independência política, além de sua enorme credibilidade, os petistas enlouquecem porque tudo que foi informado até hoje pela revista veja, comprovadamente foram verdades.


A propósito, alguém sabe de uma alguma reportagem do Nassif, PHA ou Carta Capital que tenha derrubado algum político do governo?

A lástima da Veja é ter redescoberto o jornalismo investigativo quando ele casava com suas opções. No mais, seus jornalistas já levaram sabão daquele cara do NYT, demonstraram sequer saber fazer contas naquela matéria impressionante (porque burra e mentirosa) sobre a questão das terras, há coisa de um ano, e por fazerem papéis de idiota na deturpação da entrevista do Viveiros de Castro.
Some-se a isso o fato de que tem a pior diagramação possível, com aquele mundo de propagandas, e é mais um sintoma da pobreza do jornalismo pátrio.

Carta Capital não existe. Só é encontrada nos Jardins e Higienópolis em SP, é uma revista para os verdadeiros beneficiários do sistema se auto-enganarem como esquerdistas. Considero-a uma verdadeira jabuticaba. Deve ser a única revista que se vende como esquerda no sistema solar que apresenta seções de enologia, culinária e turismo focadas apenas e tão somente nos gostos e preferências dos 0.5% mais ricos do país. É um verdadeiro monumento ao cinismo das elites brasileiras.

Caros palermas

Atraídos por um post em reconhecimento ao bom jornalismo da revista Veja, vocês invadem o blog e, como num refluxo de esgoto, espalham o mau cheiro característico que os identifica. Se para vocês este blog e a revista Veja são a expressão midiática-ideológica [argh!] da direita brasileira e dos interesses privados dela [da direita], por que raios perdem seu tempo vindo aqui? O que é essa compulsão? O que é essa imposição interna irresistível, caros palermas, que os leva a sempre repetir um determinado ato ou comportamento?

Por que não mudar as costumeiras questões formuladas a partir de respostas já dadas pelos luminares da vossa grei e exercitar-se na investigação do que de fato para vocês precisa de resposta? Por exemplo, indaguem por que até hoje não vingou no Brasil uma alternativa de jornalismo à la gauche de qualidade comparável ao Libération e ao The Guardian? Empenhem-se nesse trabalho. Ativem a compulsão que os caracteriza para algo que certamente lhes será muito mais útil. Sejam, para variar, compulsivos na procura de respostas a essa indagação que lhes deixo de bom grado. E quando as tiverem, voltem para nos dizer por que não surgiu no Brasil imprensa de esquerda com a qualidade dos exemplos citados. Seria pedir demais, palermas? Dou-lhes o benefício da dúvida e digo que acho que sim, que talvez seja demais pedir a palermas o que estes, por natureza, são incapazes de realizar.

Está feito o desafio. Mostrem que estou errado. Provem que não são palermas.

“A lástima da Veja é ter redescoberto o jornalismo investigativo quando ele casava com suas opções.”

Por outro lado, a lástima de João Paulo Rodrigues é condenar o jornalismo investigativo quando este não casa com suas opções...

“No mais, seus jornalistas já levaram sabão daquele cara do NYT, demonstraram sequer saber fazer contas naquela matéria impressionante (porque burra e mentirosa) sobre a questão das terras, há coisa de um ano, e por fazerem papéis de idiota na deturpação da entrevista do Viveiros de Castro.”

Meu post foi bem específico sobre o elogio ao time encarregado das reportagens históricas e heróicas que desmascararam tantos esquemas de corrupção recentemente. Você prefere mudar de assunto, faz-me pensar sobre quais seriam suas motivações... É seu argumento que o “sabão daquele cara do NYT” invalida a reportagem sobre o Zé Dirceu?

“Some-se a isso o fato de que tem a pior diagramação possível, com aquele mundo de propagandas, e é mais um sintoma da pobreza do jornalismo pátrio.”

A Veja não é uma revista perfeita, mas devido à excelência de seu jornalismo político é melhor do que qualquer outra revista semanal do Brasil.

Mas não nego que aceito o argumento que a Veja não fez nada demais porque aqueles no poder no Brasil são tão cara-de-pau que não é necessário muito esforço ou talento para desmascará-los...

"Por outro lado, a lástima de João Paulo Rodrigues é condenar o jornalismo investigativo quando este não casa com suas opções..."

Você perde a faculdade da leitura e interpretação quando lhe interessa. E isso não é uma condenação.

"Você prefere mudar de assunto, faz-me pensar sobre quais seriam suas motivações... É seu argumento que o “sabão daquele cara do NYT” invalida a reportagem sobre o Zé Dirceu?"

Pense à vontade, mas cuidado para não gastar muitos neurônios. O assunto é o mesmo. Somente me parece que diz mais sobre a qualidade da revista seus furos negativos do que falar do que todo mundo já sabe. Nisso concordo contigo: a Veja não precisa se esforçar muito em seus furos, haja visto a mediocridade de sua redação (no que se refere ao que mencionei) e a facilidade que é descobrir negociatas (como você bem frisa. Sendo assim, ressalta que haja momentos em que ela optou por não fazê-lo. Isso diz mais sobre ela do que tais matérias "reveladoras".

O dia que o Ricardo Teixeira aparecer na capa da Veja passo a acreditar nas suas afirmações, O

Ou será que só tem sujeira no PT?

A patrulha não tem mais vergonha. Afinal de contas, por não pensarem por conta própria, são meros seguidores da desfaçatez do grande líder. Contra os rinocerontes descritos por Ionesco, só mesmo as luzes da razão.

“Pense à vontade, mas cuidado para não gastar muitos neurônios. O assunto é o mesmo. Somente me parece que diz mais sobre a qualidade da revista seus furos negativos do que falar do que todo mundo já sabe.”

Isso é um argumento?! Pelo que entendi, você está dizendo que se existem 10 furos potenciais, e Veja faz 5 e as outras revistas fazem nenhum, o fato que a Veja não fez 10 furos é motivo de condenação de... Veja! Meu deus, tomara que a Erenice Guerra tenha um advogado com sua capacidade de argumentação!


“Nisso concordo contigo: a Veja não precisa se esforçar muito em seus furos, haja visto a mediocridade de sua redação (no que se refere ao que mencionei) e a facilidade que é descobrir negociatas (como você bem frisa. “

Acho que esse parágrafo diz tudo que eu gostaria de saber sobre sua permissividade com relação à corrupção. Por outro lado, é tocante que você ainda mantém o nível mínimo de vergonha para se escusar de atacar a Veja por reportar – critica-a apenas em seu estilo de redação.

Boa noite,

“O”

Não, você não entendeu. Ou fez que não.

Eu acho que há uma distinção em avaliar a capacidade e a qualidade jornalística de uma revista e a condenação da corrupção, o que você, embevecido com seu próprio ardor patriótico, não parece capaz de diferenciar.

E isso vem de eu achar que:

1. Veja, podendo ser coerente e fazer jornalismo investigativo sempre, só o faz quando lhe convém. Não se faz jornalismo investigativo pela metade. 5 furos dentre 10 possíveis, se aleatoriamente distribuídos, poderiam ser colocados na conta de não sei quantos fatores. Mas quando só se revela os podres de um lado, então é perfeitamente legítimo duvidar o quanto Veja realmente é comprometida com o jornalismo sério e o quanto ela condena a corrupção. A suspeita é de que, sabendo de mais, opta por revelar de menos. Como esse de menos tem um lado só, então para os desavisados ou os comprometidos, parece um grande feito. Ocorre que dessa forma, seu jornalismo fica menor, e não maior (enquanto a corrupção permanece a mesma, assim como o repúdio que devemos devotar a ela). Eis porque não cabe condenar essa ou aquela matéria, quando é verdadeira (Erenice, por exemplo), mas sim desprezar a pretensão editorial da revista.

2. Afinal, ou se está condenando a corrupção e ponto final, ou não se está condenando a corrupção, apenas os corruptores errados. No seu caso, ela só é condenável caso venha do PT. Ao menos é o que se depreende desta nota e de outro vários comentários seus. Portanto, é lícito suspeitar que o que lhe incomoda não é exatamente a corrupção, mas apenas uma parcela da mesma. Quando ela está em outros quadrantes, tem-se a impressão que isso pouco lhe importa. Uns poderiam dizer que, por causa disso, corrupção nenhuma lhe causa comoção. Eu não chegaria a tanto.

3. Ainda que tangencial, ilustra bem essa miopia e, no mais, a baixa qualidade do jornalismo da Veja, a tal matéria sobre Dirceu, que, basicamente, não revela nada relativo a corrupção e demonstra um desnível entre a retórica usada e o conteúdo revelado (sendo aquela, por mais contundente que este, usada para esconder as fraquezas da matéria). E como forma e conteúdo sempre casam, termina com aquela frase ridícula sobre máfia e intimidação.

4. Portanto, acho que você diminui sua capacidade de se orgulhar, que acaba sendo compensada, bem brasileiramente, por uma retórica superlativa ("se há uma coisa de que me orgulho"; "futuro melhor"; "herói"; "tantas reportagens históricas") de estilo confessional ("tinha que dizer isso").

Boa semana.

“1. Veja, podendo ser coerente e fazer jornalismo investigativo sempre, só o faz quando lhe convém. Não se faz jornalismo investigativo pela metade. 5 furos dentre 10 possíveis, se aleatoriamente distribuídos, poderiam ser colocados na conta de não sei quantos fatores. Mas quando só se revela os podres de um lado, então é perfeitamente legítimo duvidar o quanto Veja realmente é comprometida com o jornalismo sério e o quanto ela condena a corrupção. A suspeita é de que, sabendo de mais, opta por revelar de menos. Como esse de menos tem um lado só, então para os desavisados ou os comprometidos, parece um grande feito. Ocorre que dessa forma, seu jornalismo fica menor, e não maior (enquanto a corrupção permanece a mesma, assim como o repúdio que devemos devotar a ela). Eis porque não cabe condenar essa ou aquela matéria, quando é verdadeira (Erenice, por exemplo), mas sim desprezar a pretensão editorial da revista.”


A sua afirmação que Veja faz jornalismo investigativo seletivamente é falsa. Sem essa premissa, você não tem argumento algum.


“2. Afinal, ou se está condenando a corrupção e ponto final, ou não se está condenando a corrupção, apenas os corruptores errados. No seu caso, ela só é condenável caso venha do PT. Ao menos é o que se depreende desta nota e de outro vários comentários seus. Portanto, é lícito suspeitar que o que lhe incomoda não é exatamente a corrupção, mas apenas uma parcela da mesma. Quando ela está em outros quadrantes, tem-se a impressão que isso pouco lhe importa. Uns poderiam dizer que, por causa disso, corrupção nenhuma lhe causa comoção. Eu não chegaria a tanto.”


Cara, não projeta. Se você acha que petistas ou governistas devem ter o direito de não serem investigados ou que qualquer crítica ao governo petista demonstra uma estética pequeno-burguesa desprezível, este é um desvio de caráter teu, não meu.


“3. Ainda que tangencial, ilustra bem essa miopia e, no mais, a baixa qualidade do jornalismo da Veja, a tal matéria sobre Dirceu, que, basicamente, não revela nada relativo a corrupção e demonstra um desnível entre a retórica usada e o conteúdo revelado (sendo aquela, por mais contundente que este, usada para esconder as fraquezas da matéria). E como forma e conteúdo sempre casam, termina com aquela frase ridícula sobre máfia e intimidação.”


Non-sense. O conteúdo da matéria sobre o Dirceu é bombástico. Tanto que deve ter sido o estopim para esse novo movimento popular contra a corrupção.

Não gosto da veja por um simples motivo (e q nada tem a ver com ela ser um revista de direita ou de esquerda): ela não faz o q se propõe a fazer! Se você se propõe a combater a corrupção, combata em todas as frentes! Denunciar os casos de corrupção do governo PT/PMDB é louvável, mas a partir do momento que você não denuncia os casos de corrupção dos governos estaduais da oposição (PSDB em SP, principalmente), você está criando uma imagem de q apenas os aliados petistas são bandidos, e que a salvação está na oposição!

A edição tratando o Índio da Costa (DEM) como santo foi lamentável e desnecessária. Se ela quer ter uma posição de defender a coligação PSDB/DEM, deixe isso claro na "palavra do redator", e não finja que você é uma revista isenta.

A veja não defende o combate à corrupção e aos demais males do poder, mas sim o seu interesse ém ver seus candidatos no poder (o que não seria errado, se ela deixasse isso claro)

até onde eu sei Eek, só o PT age em harmonia com a corrupção, até np DEM, akele antro de direita, os corruptos foram expulsos do partido no caso do mensalão do DF.

Todos os partidos expulsaram seus courrptos dos quadros, no PT eles ganham premios.

E não é pq o PT é corrupto que a Veja é obrigada a inventar corrupção nos outros partidos, só pra manter o equilibrio diante da toricda, gosto da veja pq ela joga com a verdade, não com a torcida

“Denunciar os casos de corrupção do governo PT/PMDB é louvável, mas a partir do momento que você não denuncia os casos de corrupção dos governos estaduais da oposição (PSDB em SP, principalmente),”

Isso é pataquada de quem não se conforma que o PT e seus aliados não tenham carta branca para roubar. Se existe corrupção em governos como aquele do PSDB em São Paulo, por que então outros órgãos de imprensa não denunciam?

Ou seria o seu argumento que todos os outros órgãos de imprensa brasileiros merecem o seu respeito porque eles não investigam ou denunciam o PT e seus aliados, portanto não precisam provar nada desenterrando corrupção longe do PT, mas à Veja cabe esse fardo, já que ela trouxe à luz fatos sobre a corrupção do PT e seus aliados?

Que saco essa história da Veja ser parcial. "Veja só expõe corrupção no PT", "Veja só elogia os adversários do PT" etc etc.

Detesto essa mentalidade paranoica que vê teoria da conspiração em tudo.

Primeiro, isso demonstra absoluta incapacidade de conviver com opiniões diferentes. É extremamente arrogante: o cara se acha dono da verdadeira imparcialidade; acha que sabe a pauta "justa" para uma publicação.

Segundo, mostra um desrespeito extremo em relação aos caras que estão lá trabalhando (é parecido com "todo mundo que defende aumento da Selic é canalha, faz terrorismo inflacionário só para ganhar dinheiro sem trabalhar"). Quem conhece minimamente o trabalho na redação da Veja, ou de qualquer publicação decente, sabe que os caras estão lá trabalhando sério.

Pode-se questionar a qualidade do trabalho; pode-se discordar de critérios ou interpretações. Mas essa conversinha de "meu Deus, olha como são parciais" é ridícula, arrogante e desrespeitosa.

Ou a Veja faz "denuncias seletivas", ou os unicos corruptos do pais sao o PT e seus sequazes.

Porque nao me lembro de ter visto denuncias contra o PSDB e seus partidarios, por exemplo.

Acho que a segunda alternativa e' meio fraca. Simplesmente porque - apesar de prestar culto a ela - nao foi o PT que inventou a corrupcao.

Kleber, a Veja já falou de corrupção de PSDB/DEM. Também já elogiou a Dilma. Também já bombardeou adversários do Lula. Também já fez capa dizendo "A Estrela Sobe", a respeito do PT.

Se é mais comum criticar do que elogiar o PT, isso se deve aos seus critérios e interpretações. Pode-se discordar, mas não tem nada de errado nisso.

Tratar a Veja como panfleto anti-PT é para quem não lê a revista e gosta de demonizar a discordância.

“Ou a Veja faz "denuncias seletivas", ou os unicos corruptos do pais sao o PT e seus sequazes.”

Mas ainda que isso fosse verdade, por que seria relevante? Se os não-PTs são corruptos, existem dezenas de outros órgãos de imprensa que poderiam estar investigando-os. Isto seria uma condenação de todos os outros órgãos de imprensa, não da Veja.

“Detesto essa mentalidade paranoica que vê teoria da conspiração em tudo.”

Não é uma mentalidade paranóica.

É desonesta mesmo.

É a mentalidade de quem internalizou como natural a prerrogativa de todo aliado do Sapo Principe tem de roubar o erário público e não ser investigado, e ai de quem discordar disso, deve ser algum reacionário!

“Ou a Veja faz "denuncias seletivas", ou os unicos corruptos do pais sao o PT e seus sequazes.” ²

De acordo, Kleber.

Porque não uma capa investigativa com a CBF? Ou com o governo de SP?

Será que o PT inventou a corrupção?

A afirmação do O de que a Veja não faz investigação seletiva não passa pelo mínimo crivo de bom senso.



The Anchor

E quem acha que ver seletividade nas reportagens investigativas da Veja é concordar com a corrupção que a mesma denuncia, devia voltar para a cadeira Bom Senso101.


TA

Incrivel como um ótimo blog pode ter orgulho desse país de ignorantes governado por pulhas com a justificativa de uma revista tão água com açúcar!!!

Orgulho porque a revista mostra a merda q é esse país??? A merda está por todos os lados a olhos vistos.

Anônimo 14 de setembro de 2011 22:25

“Incrivel como um ótimo blog pode ter orgulho desse país de ignorantes governado por pulhas com a justificativa de uma revista tão água com açúcar!!!”

Ah! Mas que alma virtuosa! Você de certo não habita o mesmo território. Não integra o coletivo humano ao sul do Equador que fala português.

Em que taba você vive, meu bom e honesto selvagem?

E por favor, vamos parar com essa conversa mole a respeito de uma suposta seletividade da revista Veja. A Revista, como inicialmente apontou “O” neste post, corajosamente mostrou os ovos podres dos feirantes petistas. Então, sem sofismar vamos nos ater ao exame dos objetos trazidos por Veja nestas reportagens. O que temos a dizer a respeito destes ovos? Estão de fato podres? Sim ou não?

Vamos ser objetivos e ter a honestidade de reconhecer que mesmo o pior bandido, o que não é o caso de Veja, deve ser ouvido se sua fala indicar nomes, lugares, condutas, valores, negociatas. O que disser esse bandido deverá ser investigado de maneira séria e prudente. Vamos lembrar que foi Roberto Jefferson, que não é exatamente um poço repleto de virtudes, uma alma nobre e desinteressada, quem falou a Renata Lo Prete o que depois ficou por todos conhecido como mensalão, que os petistas até hoje negam ter existido.

Meus caros,
Esta discussão é inacreditável.
O PT aparece mais nas denúncias POR QUE É O PARTIDO DONO DA GESTÃO DO GOVERNO CENTRAL HÁ 9 ANOS!!!!! Vamos repetir: É O PARTIDO DONO DA GESTÃO DO GOVERNO CENTRAL HÁ 9 ANOS!!!!!
Meu Deus do Céu!!! Eu conseguiria ver seletividade caso não aparecesse denúncias sobre o governo paulista, por exemplo, caso ocorresse denúncias sobre o governo bahiano ou paraense. Aí sim. Por que se investiga só governos estaduais petistas e não tucanos. No caso do governo central, SÓ EXISTE UM!!!!!! Na gestão FHC, FORAM INÚMERAS DENÚNCIAS CONTRA O PSDB NO GOVERNO CENTRAL!!!! E nenhum palhaço ficava cobrando que se buscasse denúncias contra os adversários do PSDB nos governos subnacionais.
Pelo amor de Deus, os caras ou são muito ruins ou tem uma má-fé imensa!!!!
Saudações
PS: É uma revista de divulgação nacional. É óbvio que o governo central é mais importante, neste caso, que qualquer governo estadual ou municipal.

"só o PT age em harmonia com a corrupção, até np DEM, akele antro de direita, os corruptos foram expulsos do partido no caso do mensalão do DF."

Só o PT age em harmonia? Então o ACM foi espulso do então PFL, certo? e o Azeredo do PSDB-MG tb, certo?

"Isso é pataquada de quem não se conforma que o PT e seus aliados não tenham carta branca para roubar."

Não estou aqui defendendo o PT, até pq não votei na Dilma e não tenho nenhuma simpatia pelo PT, e msm os eleitores petistas não devem ficar inconformados q o PT nao tenha carta branca pra roubar. Acredito q ninguém q não esteja no poder seja a favor da corrupção, nem mesmo os eleitores do PT. Pra mim, eles não acreditam que exista corrupção, o que é ignorância, não má-fé.

"É extremamente arrogante: o cara se acha dono da verdadeira imparcialidade; acha que sabe a pauta "justa" para uma publicação."

Você vê ataques (justos, sem dúvida) a um grupo, mas não vê a outro q age da mesma forma (todos viram o mensalão do DEM-DF e do PSDB-MG), e quer q não seja chamado de parcial? Quer q chame do q? De uma infelicidade casual da Veja de não apurar esses fatos? Não quero q a Veja deixe de publicar corrupção petista, tem mais é que aprofundar, mas também quero ver expostos os outros casos, pra nao parecer que a oposição vai salvar o país da corrupção...

"mas também quero ver expostos os outros casos, pra nao parecer que a oposição vai salvar o país da corrupção..."

Levanta uma graninha no BNDES, contrata gente competente (paga mais que a veja) e publica a tua revista.

Por que será que o pessoal da Carta não têm sucesso?

Procurar, achar e publicar ações mafiosas dos figurões da República é que dá matéria de capa. Assim como flagrar a finada Amy fazendo doideiras era notícia, uma foto de um Zé Ninguém doidão não. A Veja faz isso muito bem, presta um serviço público e segue sua agenda editorial, o que não configura nenhuma incompatibilidade. O Lula vivia dizendo que a imprensa não publicava as coisas boas do país, os petistas deveriam impor cotas de denúncias para cada partido, percentual de matérias negativas em sua obstinação por controlar a mídia. Só vejo órfãos do esquerdismo, beneficiários reclamando da provocação esdrúxula do O.

“A sua afirmação que Veja faz jornalismo investigativo seletivamente é falsa. Sem essa premissa, você não tem argumento algum.”

Isso é só um truísmo. Ocorre que a premissa tem boas razões para ser verdadeira. E ela só poderá ser contestada quando o PSDB ou o DEM voltarem ao poder e as capas continuarem no mesmo ritmo. Até o momento, houve picos nos governos Collor, Lula e Dilma, com uma baixa nos governos FHC. Como todos sabemos que a corrupção não grassava lá menos do que cá e acolá, ou a Veja passou por uma direção frouxa, ou a qualidade de seus repórteres caiu ou, bem sei lá, não deve ser difícil intuir as demais alternativas.

“Cara, não projeta. Se você acha que petistas ou governistas devem ter o direito de não serem investigados ou que qualquer crítica ao governo petista demonstra uma estética pequeno-burguesa desprezível, este é um desvio de caráter teu, não meu.”

O único desvio que ocorre repetidamente é o de sua capacidade interpretativa. O que eu quero é que as denúncias ocorram sempre. E que elas diminuam porque a corrupção venha a diminuir, e não porque a imprensa, por alguma razão, não se dedica tanto a investigá-la.

“Non-sense. O conteúdo da matéria sobre o Dirceu é bombástico. Tanto que deve ter sido o estopim para esse novo movimento popular contra a corrupção.”

Bobagem. Aquele indiano deve ter tido mais influência que essa matéria que não revela nenhum indício de corrupção – mais provavelmente revela a luta nos bastidores do PT.