teste

segunda-feira, 31 de março de 2008

Só rindo...

Amigos:

Esta eu não podia deixar só como comentário. É tão saborosa que tenho que colocar na forma de post. Divirtam-se e aproveitem para ver um marxista-hegeliano-gramsciano em ação. É como observar dinossauros vivos... Destaco os melhores momentos, mas o ponto alto é a ameaça do final.

Blogueiro capitalista,

Continuo vendo, do seu lado da seara, um Saara de argumentos, deserto de ideias, e nada que rebata minhas posicoes.Voce ainda nao me deu motivos para confiar em sua "otoridade" baseada em um diploma conferido por uma escola publica americana, isto eh, subsidiado pelo governo imperialista. Que ideias voce acha que voce seria indoutrinado, bwana?

Jah leu Gramsci? Se entendeu, vai saber qual o interesse do Imperio em inculcar em jovens terceiro-mundistas as ideias de dominacao hegemonica ianque, manda-los para governar e manter a estrutura hierarquica, patrimonialista, genocida, reacionaria, facinora que tanto sofrimento tem causado na America Latina (que gosto de chamar America Latina pre-libertacao, pois nosso dia vai chegar!!!)

E esse papo de economia aberta ou fechada?! Que chiste! As veias da America Latina estao abertas, hemorrageando suas riquezas para seus patroes (espirituais ou de fato). Nao importa que arte oculta voce faz com os numeros!

E agora, Febrabelho? O que vc vai me dizer? Argumentos, nunca! Pois nao os tem! Vai sim se esconder em chamar meu discurso de empolado... Eh a tatica dos mequetrefes e parlapatoes, vis seguidores do vil metal, idolatras!

Chamei-o para o debate dialetico, nada encontrei, mas admito que nao estou surpreso. Aceitar o pensamento dialetico hegeliano seria admitir que as fundacoes do modo de dominacao que voce tanto advoga estao para ruir!

Hegeliano

PS: Finalmente, nao adianta tentar seguir meu IP, pois estou usando um espelho. Voce pode tentar mandar os arapongas da Febraban (que los hao, nao ha duvida!) bater na minha porta, nao vai encontrar, e se encontrar a recepcao nao vai ser dialetica! A minha educacao e polidez eu uso apenas nos debates de ideias.

Reações:

25 comentários:

"Não importa que arte oculta vc faz com os numeros!"
Pois é meu caro, é macumba. Cuidado!
É cada uma... ha ha ha. Tipo de gente que sempre se deu mal e que nunca tentou estudar matemática, desde os tempos de escola. Esse sim é um mal: Preguiça mental.

Abs

Alex,

Vc tem tido uma política democrática em seu blog, abrindo o espaço para todos os tipos de comentários. Contudo, este tipo (Hegeliano) só pode estar de brincadeira em função das grosserias que profere. Sugiro que passe a filtrar estes comentários, não pelas idéias, mas pelo desrespeito. Nosso nível tem sido outro, com respeito pelas posições dos participantes. Pense nisso e passe a escrever semanalmente na FSP, pois um artigo quinzenal é pouco.
Abç.
M.

"A minha educacao e polidez eu uso apenas nos debates de ideias" Essa última frase é um clássico da ignorância total. Prezado Alex, apenas uma expressão para seu Stalker: santo cristo! Sinceramente, uma perola de humor. Bom, sou solidário a sua posição embebida na ciência e não de "manobristas das massas" estáticos no tempo que usam a frase "A minha educacao e polidez eu uso apenas nos debates de ideias". Sinceramente, ele não tem idéia salvo a cuspida por alguma pessoa que leu, mas nao entendeu, Marx e similares.

Putz Alex, essa gente existe mesmo!!!!
O leitor de Hegel ameaça, não procure o seu (dele) IP, se for em casa não será recebido, nossa hora há de chegar... quanta m**** pode habitar a cabeça de um ser humano?
Fico imaginando que homicidas como Mao Tze Tung atrasou a vida de várias gerações com suas imbecilidades reunidas no "livrinho vermelho", matou milhões de fome, outros assassinou, outros prendeu!
O outro maluco, o do Caribe, empacou a ilhota por 50 anos. Mais um montão de gerações, que simplesmente existiram, para nada!
E esse maluco, o seu maluco Alex, vem aqui, nesse espaço "liberal conservador"...hehehe.. para dizer, alto e bom som, que vem atrás da gente?
Não é possível que isso esteja acontecendo, no século XXI!
Meu Deus, pelas idéias jurássicas esses caras já deveriam ter partido ha muito tempo!!!!
Estarão tomando formol?

Em qualquer discussão, parto sempre do princípio de que os participantes são bem-intencionados, ainda que sejam completamente idiotas. Se não for esse o caso, não há motivo para debate - é caso de polícia. Caro hegeliano, se vc acha que o autor deste blog, doutrinado pelo Império, está propositalmente tentando ferrar o pobre Brasil em nome da manutenção das estruturas de dominação, por que discutir qualquer coisa? Esse mau caráter vai distorcer tudo que você disser pois ele não se preocupa com a lógica, apenas com o sangue dos miseráveis, que adora ver correr.

Já se você estiver apenas fazendo graça com comentários jocosos porque quer zoar economistas, então admito que está extremamente divertido.

Como já foi dito aqui: se não há dilemas, se o bom é simples e óbvio e as elites só não o fazem de maldade, não há o que discutir. Vamos chamar a polícia, o Ministério Público... se essas estruturas também estiverem a serviço das elites, vamos pegar em armas e fazer a revolução!

Minhas recentes incursões pela mentalidade heterodoxa me deram algumas pistas sobre esse viés "Bem contra o Mal". Em uma péssima interpretação de Keynes, a pedra fundamental do pensamento ufrj-unicamp é o seguinte: só há trade-off entre consumo e poupança em termos individuais. No agregado, esse trade-off deixa de existir, E NÃO É NECESSÁRIO REDUZIR CONSUMO PARA AUMENTAR POUPANÇA E INVESTIMENTO, POIS AFINAL SEMPRE EXISTE DESEMPREGO E RECURSOS OCIOSOS. NA VERDADE, AUMENTAR O CONSUMO AUMENTA A RENDA E O INVESTIMENTO E O CRESCIMENTO ECONÔMICO DE LONGO PRAZO.

Uma vez que não exista tal trade-off, os caras têm toda razão: o negócio é aquecer ao máximo a demanda, com aumento de consumo, gastos públicos, diminuição da taxa de juros, estímulo às exportações, restrição de importações... se vc é contra, então vc só pode ser mesmo um bandido imperialista manipulador de números anti-filosófico feio chato bobo e cara de mamão.

Aproveitando o momento filosófico: se não existe trade-off entre consumo e poupança, tudo é permitido.

Minha tarefa recente tem sido atacar esse absurdo de que "consumo não reduz poupança".

Abs.

Pedro,

Entao por que o Brasil nao pode ter o mesmo padrao de consumo dos EUA. Se nos brasileiros consumissemos como os americanos, nossa renda seria tao alta quanto a dos americanos, o que nos colocaria como a segunda maior economia do mundo.

Obviamente, isso nao acontece porque tem gente em postos de poder que nao querem que isso aconteca, ne?

Tenho uma analogia para esse pensamento. Poderiamos dizer que o unico motivo que nao voamos, eh porque nossas maes nos inculcaram a ideia que nao devemos pular da janela do decimo-quinto andar. Se pulassemos, saberiamos como somos capaz de flutuar incolumes ateh o chao, na pior das hipoteses com um pouso de albatroz. Obviamente, nao podemos provar que tal teoria eh errada. Entao quanto mais louca a proposta dos keynesianos de quermesse, mais dificil de se argumentar, pois a posicao que eles tomam, eh tao extrema que nao eh falsificavel.

"O"

Alex,
Vc nao acha que isso eh uma satira? Deve ser sacanagem de algum amigo teu se divertindo em criar esse personagem hegel em surto psicotico.

Difícil dizer se é uma piada ou uma ameaça. Marxista brasileiro costuma ter estes hábitos meio violentos (eu chamo isso de sonhos eróticos, mas vá lá...).

Muito engraçado o post do cara. Se for piada, é engraçada. Se for sério, é cômico.

Eu também acho que o sujeito(a) está tentando se divertir às custas de quem leva este espaço mais a sério.

Estou cada vez mais convicto que é sacanagem mesmo. Ninguém pode ser tão burro...

Se bem que (pensando com mais cuidado) tem mesmo gente muito cretina por aí...

De qualquer forma, quem não deu umas risadas com este texto levante a mão...

Acho que valeu a pena.

Abs

Alex

Fala sério...é caso de internação. Se é que ele já não esta internado....

Sensacional!!! Poucas vezes li um texto tao engracado. Sugiro um debate na televisao entre Alexandre e o filosofo-macaco! Mas e' bom revistar o macaco antes...assim poderemos garantir que ele vai ter que usar sua dialetica avancada no debate.
Por favor, nao censure ele!!!

Discordo de M. Por favor noa filtre esses comentarios - fazia tempo que nao lia algo tao engracado... deve entrar para a lista de motivos para cientistas sociais (ou no caso, grandes brincalhoes) nao palpitarem sobre economia.

Fiquei até com inveja deste comentário.
Os comentários de blog estão mais enqraçados que os panfletos e manifestos que habitam os murais das universidades públicas.
Surreal, e a ameaça então nem se fala.

Alex,

Só pode ser gozação do tal Hegeliano. Só rindo mesmo!

Mudando completamente de assunto eu ando abismado com as taxas de administração cobradas pela grande maioria dos fundos de ações e renda fixa no Brasil. Fico imaginando se já não está na hora de um administrador local de fundos passivos, tipo Vanguard nos EUA, entrar arrebentando no mercado brasileiro... Alguém no blog poderia explicar porque isto não aconteceu até agora?

Como exemplo um ETF em Nova York que segue o índice Bovespa tem taxa de administração de 0,70% ou menos enquanto no Brasil é difícil achar um fundo que cobra menos do que 2%. Deve ser por isso que se diz que certos fundos existem para ser vendidos e não comprados!

Sds,

Ed

"Fico imaginando se já não está na hora de um administrador local de fundos passivos, tipo Vanguard nos EUA, entrar arrebentando no mercado brasileiro... Alguém no blog poderia explicar porque isto não aconteceu até agora?"

Tem um artigo recente na Economist que descreve um experimento que foi feito com empreendedores brasileiros, russos e chineses cujo resultado sugere que nossos empreendedores sao mais aversos ao risco que os russos ou chineses.

Serah possivel que existam essas oportunidades de negocios no Brasil que nao sao realizadas por falta de empreendedores? As vezes eu acho que sim. Eu estudei em uma escola de administracao e pouquissimos de minha classe tornaram-se empreendedores.

Alem disso, uma proporcao bem grande dos empreendedores mais ousados no Brasil sao libaneses ou judeus... Creio que devemos culpar os portugueses pela nossa barnabezice!! (Eu mesmo sou barnabe tambem...)

"O"

Tome cuidado, Hegeliano, os neo-liberais estão atrás de você para encobrir a Verdade! O Império já deve ter rastreado você a essa altura do campeonato!

Ed:

É uma boa pergunta. Não me parece haver barreira significativa à entrada no caso de fundos multimercado. Hoje em dia parece que todo mundo monto um fundo destes.

No caso, porém, de fundos de renda fixa e ações tenho a impressão que a distribuição é uma enorme barreira.

Não conheço muito desta indústria, mas onde a distribuição não tem tanta importância (para grandes clientes, como fundos de pensão) as taxas de administração são baixíssimas (se bobear deve andar na casa de 0,25%, ou coisa que o valha).

À distância acho que é um problema de (falta de) competição. Como o especialista do casal em micro e regulãção é minha cara-metade, vou sugerir a ela este tópico de pesquisa.

Abs

Alex

"Ele" quer entrar, mas enquanto não vier com outra tão engraçada quanto esta eu não deixo.

Alex,

Eh um egoismo brabo voce esconder o Hegeliano dos leitores do blog. Por que nao criar um thread permanente para o figura?

"O"

A melhor parte é quando ele fala na "arte oculta (que vc) faz com os números". Essa gente vê os métodos quantitativos como coisa do demo!

Comentario sobre o conebtario do "O".

E' claro que podemos provar que nao tem como voar ao pular do 15o andar. Basta empurrar o filosofo-macaco la' de cima

Pedro,

Acho que eh perda de tempo discutir com esse pessoal do blog do desemprego zero ou da critica economica.

Eles nao tem capacidade de entender seus argumento; nem tem interesse algum de lhe ouvir. Nao perca seu tempo discutindo se consumo afeta poupanca, ao inves, passe seu tempo lendo os NBER Macroeconomic Annuals dos ultimos anos.

"O"

E o pior de tudo é que esse tipo de porcaria é regra no Brasil. Esse pessoal não tem o menor apreço pela ciência. Eles acham que não há lógica por detrás dos números, que são uma empulhação para manter a tal estrutura hegemônica; que nós somos burros; que repetimos o que nos é ensinado sem nenhum teste de lógica. Seria cômico se não fosse trágico.

Eu achei otima a citação "arte oculta dos números". Eu me sinto um feiticeiro...

kkkkkkkkkk...

Abs