teste

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

De novo! Que safadinho...

O ministro da Fazenda e elfo vidente Guido Mantega continua a aprontar!

Segundo a reportagem do G1, elfo Guido prevê crescimento de 4% para o PIB brasileiro em 2013, devido a ‘condições muito melhores’ como a ‘redução de energia elétrica’ (referência a algum futuro apagão?), ‘os juros mais baixos de nossa história’ e o ‘câmbio mais elevado, a R$2, R$2 e pouquinho’.

O alegre elfo, reconhecido especialista em sexo e poder nas sociedades autoritárias, vê melhorias também no investimento que, em seu cenário, deve avançar 8% em 2013. Em suporte a seu cenário, elfo Guido, pimpão, cita a contínua redução das taxas cobradas pelos bancos públicos, a expectativa que bancos privados vão expandir o crédito ainda mais fortemente que os bancos públicos, e o início dos investimentos em estradas e ferrovias dentro do regime de concessões.

Sobre o novo papel de bobo da corte da comunidade financeira internacional, o elfo aponta seu preciso e esguio dedo na direção dos especuladores internacionais e vive seu momento j'accuse (*): “Neste ano, eu contrariei o interesse dos especuladores internacionais. Não dos investidores, do pessoal que vem para a bolsa, mas dos especuladores que não são nem os grandes bancos. São meia dúzia que tem por aí. Tinham uma 'boquinha' aqui no Brasil. Ganhavam fácil dinheiro, especulando.”

Tal comentário faz-me pensar: será que durante a meia década ou mais que a imprensa financeira (Economist, Financial Times) elogiou a política econômica brasileira era apenas falsidade servindo o interesse de especuladores?

(*) Não confundir com a banheira de hidromassagem. 


- Pelo menos eu não mencionei câmaras setoriais!

Reações:

10 comentários:

Este comentário foi removido pelo autor.

Esse elfo vive realmente em um mundo de fantasias. Hoje em dia , o mercado de trabalho não absorve mais como antigamente , vide o baixo índice de desemprego , logo desafogar a economia para um crescimento se tornou algo mais complicado. A questão agora é o aumento de produtividade.

Se o crescimento for o que diz o elfo, podem esperar que a inflação vai superar os 6,5% em 2013. E aí quem acreditava no Bacen terá que rever suas posições.
O que dirá a rena Roussolph? Até quando vão culpar o FHC pelo desgoverno petista?

No último Manhattan Connection do ano, o ex presidente, Fernando Henrique, disse uma frase referente à Argentina que é muito apropriada para o Brasil: " O futuro da Argentina é o seu passado".

"...será que durante a meia década ou mais que a imprensa financeira (Economist, Financial Times) elogiou a política econômica brasileira era apenas falsidade servindo o interesse de especuladores"?

Pode até ser outra a pergunta: será que eles governaram essa "meia década ou mais"?

Esse livro aqui (http://www.degregorio.cl/) deveria ser de obrigada leitura para os membros da área econômica do Governo.

Compartilhando um pensamento sombrio.... A gente sempre pensa que quando as coisas estão ruins, elas não podem piorar. Fico só pensando quem substituiria o nosso querido Elfo, caso ele saisse.... Augustins, Coutinhos, Barbosas, Hollands, Mercadantes, Bressers, etc??? O futuro é realmente o nosso passado!!

Anônimo, a equipe econômica do governo pularia a parte 4 do livro e interpretaria a parte 6 como de longo prazo.

A ANPEC se passou e nada do "O" cumprir o prometido!

So quero ver quando o desemprego começar...Aí todos vão saber que o rei tá nu!