teste

domingo, 6 de março de 2011

Anais da idiocracia: o ranking do Oreiro

O Professor Costa Oreiro não cansa de me surpreender!

Vejam o que ele escreveu desta vez:

Apesar do contínuo aumento da base de economistas brasileiros que compoe o ranking tenho conseguido me manter entre os top 9% do Brasil e top 13% da América do Sul.”

Aiaiaiai que escorregada gostosa!

O professor se distraiu e não notou que o ‘contínuo aumento da base de economistas brasileiras’ tende a aumentar, não diminuir, seu ranking em percentis. Afinal, quando a base de economistas membros do REPEC aumenta, isso geralmente ocorre pela incorporação de membros marginais da profissão. Por exemplo, se todos os alunos de graduação se tornassem membros do REPEC, a posição percentil do Professor Costa Oreiro certamente subiria para top 1%...

Bom carnaval para todos!

Reações:

12 comentários:

Agora você está só sendo maldoso, "O".

Dispensável essa alfinetada. Parece que você está meio desesperado em jogar o cara pra baixo, quando todos nós sabemos que isso não é lá mto necessário...

Alex e "O", estariam vocês desesperados?

Alex por que não vai para o BACEN da Líbia?!

O "O" acha que por estar AINDA na instituição em que está tem a "autoridade intelectual" para fazer criticar qualquer "expoente" heterodoxo que o incomode!

O Alex já perdeu o "carguingo" que tinha no Santander. Agora "O" se esconde por trás de uma apelidinho de merda, que lembra...Deixa para lá, mas é escuro e rugoso!

Argumentos ad hominem não valem!

Pegue um paper do cara e se dê o trabalho de refutá-lo com base em TEORIA ECONÔMICA.

O Ranking da REPEC não é perfeito, nem mesmo os heteredoxos são!

Que tal demonstrar o seu RANKING no Mercado Financeito para galera!

Não filho, o seu doutorado em Berkeley não vale! Não sente em cima do título e sim sobre os seus resultados!

Conte a história de como você foi para lá para a galera primeiro! Quem escreveu sua carat de recomendação!?!?!?

Kakakakakaka!!

Não cuspa no prato em que comeu seu careca!

Shalom!

Moshe Dayan

Falou o homem do olho furado...kkkkk

Engraçado esta obsessão com careca. Será que foi um careca que furou o olho dele?

O careca deve ter cuspido no olho dele.

"Agora "O" se esconde por trás de uma apelidinho de merda, que lembra...Deixa para lá, mas é escuro e rugoso!"

Eu nunca pensei que meu apelido fosse se turner um Rorschach test para album imbecil sexualmente inseguro. "O" eh apenas o artigo definido masculino.

Nunca havia comentado posts desse rapaz chamado "O" porque acho apenas que são picardias juvenis. Acesso o blog apenas por conta dos artigos do Alex, que considero serem bastante coerentes. Entretanto, quando vi dois posts seguidos contra o Oreiro, achei demais. Ou você tem um problema pessoal com ele, ou você tem um problema pessoal com ele. Não é possível ter tanta motivação de atacar alguém sem ter nenhuma justificativa do tipo pessoal.

Aconselho você sentar com ele e discutir essa situação. É melhor do que essa palhaçada que ambos fazem, ele no blog dele e você aqui, com esses "posts reveladores". Parece até fanatismo rapaz...hehe

1 abraço!

Relaxa, Oreiro foi só um pretexto para empurrar lá pra baixo um post no qual o debate degenerou em discussão sobre a carreira do Alex.

No que os autores do blog fazem muito bem, já que aqui deveríamos discutir economia, não a vida pessoal e profissional de pessoas.

"Entretanto, quando vi dois posts seguidos contra o Oreiro, achei demais. Ou você tem um problema pessoal com ele, ou você tem um problema pessoal com ele."

Mas por que? Vc nao consegue vislumbrar nenhuma outra alternativa? Pense um pouco mais (doi no comeco, depois acostuma-se) e tente evitar projetar suas proprias motivacoes nos outros.

Alex, continue assim. Suas críticas são sempre pertinentes, mesmo que em alguns casos não envolva uma discussão sobre teoria econômica. Boa parte dos heterodoxos tem dificuldade com manipulação de números e em alguns casos sugeriria um curso de raciocínio lógico pra esses caras. Sua genialidade lhe permite dar porrada neles e de alguma forma gerará contribuições e lições significativas para nós economistas. Luz, muita luz no seu caminho.
Ren

Coitados: misturam calunia, ciúme, inveja e argumentos religiosos ao preço da supressão do que aprenderam na universidade...