teste

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Irresistível

Estava no blog do Mankiw, mas foi vê-la no blog do Léo Monastério que me convenceu.













Reações:

25 comentários:

"Em síntese, o avanço da despesa pública em relação ao PIB, combinado com a redução relativa do emprego público no total da ocupação brasileira, aponta para inegáveis ganhos de eficiência do Estado no regime democrático atual" Marcio Pochman (Valor Econômico, 3/09/09)

Só pode ter um comentário: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Alex, você poderia postar alguma coisa sobre o assunto do momento: o modelo de exploração do pré-sal?

Obrigada,
Nina

"para inegáveis ganhos de eficiência do Estado no regime democrático atual"

Já saiu do reino da economia para o da parapsicologia.

Talvez um exorcista ajude.

Esses caras são retardados ou o que ? Como é que podem dar espaço para asneiras como essa em rede nacional
Isso depois da aula básica que já levaram sobre o assunto

abs
Rogério
Ceni

Voltando à questão do exorcismo, talvez seja mesmo o caso. O cara está girando a cabeça para todos os lados e vomitando bobagens.

É possessão demoníaca, sem dúvida. O demônio em questão deve ser o Burrebu.

Alguns estudos têm chamado atenção para políticas cambiais que estimulem o aumento da competitividade da moeda, considerando que sobrevalorizações cambiais, em certas condições, podem ser nocivas no desempenho de longo prazo da economia. Argumenta-se que taxas de câmbio competitivas afetam a dinâmica tecnológica, a produtividade das indústrias domésticas e, no limite, promove uma mudança estrutural positiva na economia.

Nesse sentido, a proposta de administrar a taxa de câmbio tornando-a mais competitiva é uma alternativa razoável?

"Argumenta-se que taxas de câmbio competitivas afetam a dinâmica tecnológica, a produtividade das indústrias domésticas e, no limite, promove uma mudança estrutural positiva na economia.

Nesse sentido, a proposta de administrar a taxa de câmbio tornando-a mais competitiva é uma alternativa razoável?"

Só se você acredita ser possível controlar a taxa real de câmbio controlando a taxa nominal. Tem gente que acredita, mas vive esperando o Coelho da Páscoa.

Voltando de ferias na Nova Zelandia, aqui vao algumas observacoes sobre healthcare e outras cositas mais.

1. Chamar o primeiro presidente afro-americano dos US de neguinho e ofensivo. E racista. Agora o Kleber vem dizer que todo mundo e neguinho, etc. Papo furado. Era mais facil ter se desculpado.

2. O Kleber cita um estudo do CBo sobre medicina preventiva. E bem na tradicao Rush Limbaugh. Vamos discutir as headlines da Fortune e do talk radio, e nao o que realmente dizem os experts.

A verdade e que ha sim varias medidas de prevencao que podem reduzir custos. Ha tambem medidas que nao reduzem custos. Muitas na reduzem. Varias reduzem. Mas o pesquisador reconhecido internacionalmente, que gosta de chamar o Krugman de arrogante (que piada!!!), nao tem disposicao de se informar. Veja por exemplo, o meta estudo no New England Journal of Medicine http://content.nejm.org/cgi/content/full/358/7/661 que diz claramente que ha medidas preventivas que reduzem custos. Assim como ha medidas que nao reduzem.

3. Se o Kleber tivesse prestado atencao no que eu escrevi, eu dei exemplos especificos de medidas preventivas que sao reconhecidas universalmente como capazes de reduzir custo. Especificamente, eu disse e continuo dizendo que cobertura universal permite acesso a primary care doctors e limita visitas a emergency rooms. Foi o exemplo que eu dei. E uma das varias medidas que reduzem custos.E muito. Mas o Kleber nao prestou atencao.

4. Esse papo da Poli ser uma escola excepcional, de nivel internacional, etc e papo furadissimo. E uma boa escola. Tem muita gente ruim la, tanto professores como alunos. Tem gente boa tambem. Os melhores alunos de la sao bons. Ha politecnicos excelentes. Ha muito politecnico burro. Qualquer um que fez graduacao e pos em boas escolas sabe disso. na Poli tem de tudo. E, qualquer lugar tem de tudo. Alguns sao racistas e arrogantes (talvez mais que o Paul Krugman).

Mas dizer que os cursos, o corpo docente, o nivel medio dos estudantes, a qualidade do ensino e da pesquisa, a producao intelectual, e as facildades e infrastrutura - ou qualquer um desses - se comparao as melhores escolas de engenharia do mundo de engenharia e' papo furadissimo. Papo de Rush Limbaugh.

PIG

O Paul Krugman fazendo amigos...
http://www.fedeablogs.net/economia/?p=689

(não deixem de ler o artigo do PK no NYTIMES que aparece nesse link)

Pessoal, menos com o Kléber. Vamos nos preocupar apenas com as idéias econômicas? Vamos parar de ser tão agressivos? Vejam alguns trechos de comentários antigos (eu não fiquei procurando, os tenho em Word): "Entao quando o neguinho abre o bico, o banco leva um hair cut, mas com o devido desconto sempre da' pra salvar algum. " (Kleber S. - 15-11-2008). Agora um do Tio "O": "Outro fator eh a deflacao global. Neguinho ainda nao fala em publico, mas tem neguinho prevendo in private crescimento de 3% para a China em 2009..." (22-01-2009 - "O") - Mais 1 do Kleber: "Alias, se o neguinho aqui estiver certo, a recessao acabou na primeira semana de outubro 2008. No dia 8 comecou a depressao. " (27-01-2009 - Kleber S.).

A minha sugestão, se o Alex liberar esse comentário, é pararmos de nos preocupar tanto com esse tipo de coisa, já que não agrega, sendo que existem tantas outras coisas que devemos discutir, com o objetivo final que é APRENDER e não se preocupar demais em mostrar o quanto se sabe, até porque a maioria aqui é anônimo. Nenhum de nós pode ter a certeza de que sabe tudo. Vamos ser mais leves? Tenho a impressão que as discussões fluiam melhor quando todos não pareciam tão estressados. Para finalizar, trechos de músicas do nosso falecido Raulzito que ilustram bem o que quero dizer:

“E você ainda acredita
Que é um doutor
Padre ou policial
Que está contribuindo
Com sua parte
Para o nosso belo
Quadro social...”

“Você está no mundo, só tem uma opção
O caminho é longo, homem
Ser feliz ou não
Queimando a consciência e a sequencia que ela traz
Momentos diferentes que confundem a tua paz”

“Pedro, onde você vai eu também vou
Mas tudo acaba onde começou”

Abraço!

"O Paul Krugman fazendo amigos..."

Li há pouco. Está legal, mas algo distorcido. O problema maior é com a teoria dos mercados eficientes. Não sei se o resto se segue.

DECLARO ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA A ELEIÇÃO DA MELHOR "TIRADA" SOBRE ECONOMIA OU ECONOMISTAS.

Deixe ai sua passagem.

Pode ser uma definição de economia/economista, uma piada, um caso verídico etc.

A eleição será realizada mediante critério único: humor.

O público votará e escolherá a vencedora.

BOA SORTE A TODOS.

PS: este evento tem o patrocínio da ONG "Amigos do Alex".

"QUEMESSE? BAH, TO FORA!"

Boa sugestão. Publico as melhores. Quem preferir pode mandar para o meu e-mail:

alexandre.schwartsman@hotmail.com

Encontrei a sugestão num twitter de gente poderosa, aproveitem, é bem mais lúcido que o texto do moderado Krugman:

http://www.networkideas.org/featart/jul2009/fa25_Revenge.htm


The Revenge of the Market on the Rentiers: Why Neo-Liberal Reports of the End of History Turned Out to be Premature (Revised Version)

Jose Gabriel Palma

Starting from the perspective of heterodox Keynesian-Minskyian-Kindlebergian financial economics, this paper begins by highlighting a number of mechanisms that contributed to the current financial crisis. However, the paper then proceeds to argue that perhaps more than ever the 'macroeconomics' that led to this crisis only makes analytical sense if examined within the framework of the political settlements and distributional outcomes in which it had operated. The paper concludes that the current financial crisis is the outcome of something much more systemic, namely an attempt to use neo-liberalism (or, in US terms, neo-conservatism) as a new technology of power to help transform capitalism into a rentiers’ delight. Although rentiers did succeed in their attempt to get rid of practically all fetters on their greed, in the end the crisis materialised when ‘markets’ took their inevitable revenge on the rentiers by calling their (blatant) bluff.

Lucrécio

Nina,

sobre o modelo regulatório do pré-sal, ver post no Espectro Econômico http://espectroeconomico.blogspot.com
Abs

Mais a volatividade no câmbio niminal é prejudicial as empresas.Muitas empresas perderam bilhões por causa da desvalorização do dolár.

Um BC que atua fortemente (vendendo e comprando divísas pode suavizar o movimento de valorização e desvalorização do câmbio).

"Mais a volatividade no câmbio niminal é prejudicial as empresas"

Yo no comprendo su lengua...

Cleiton,

não seria câmbio minimal?

Abc, Dom Pepe.

Alex existe alguma necessidade do BC ficar comprando dolares? 200 bilhões de USD em reserja já é o suficiente.

O BC parece que de algum modo pretende fixar uma meta de câmbio,comprando doláres.

"Agora um do Tio "O": "Outro fator eh a deflacao global. Neguinho ainda nao fala em publico, mas tem neguinho prevendo in private crescimento de 3% para a China em 2009..." (22-01-2009 - "O") "

Caro Gabriel, o que o Tio "O" falou em janeiro eh factualmente correto. Havia neguinho falando em crescimento de 3% para a China em 2009. Se voce olhar minha frase inteira, eu dizia que isso eh uma tolice, pois se isso ocorresse, o sistema bancario deles derreteria e ao inves de 3% seria 0%.

Entretanto, o Tio "O" pode ter errado sobre o bolivar fuerte, apesar de ter acertado sobre o peso argentino (http://www.google.com/finance?q=USDARS de 3.45 para 3.84 desde entao).

"a depreciacao efetiva do real foi muito menor que a depreciacao bilateral, e provavelmente vai ser menor ainda depois que as moedas bolivarianas colapsarem (o bolivar fuerte nao deve durar ate abril)."

Bem, pensando bem, pode ate ser que eu nao tenha errado sobre o bolivar fuerte, veja o grafico com o cambio paralelo ( http://3.bp.blogspot.com/_7Se7iswAanA/SpvsZE7VuHI/AAAAAAAAI9Y/5ebHF1ltalA/s1600-h/vzaug311.gif )

"O"

Ivo,

que danado esse Banco Central, não?

Dom Pepe

Cleiton
"Muitas empresas perderam bilhões por causa da desvalorização do dolár"

perderam não pela desvalorizacao, mas por terem vendido volatilidade (bem baratinha) para ganhar 10% do CDI no custo dos emprestimos (duplo indexador e/ou TARF - Target FOrward). Bestiais não?

Alex disse,

"É possessão demoníaca, sem dúvida. O demônio em questão deve ser o Burrebu."

Alex, como não encontrei nem na Cabala, nem no "Name of the Devil". nem no Talmud uma descrição adequada do Burrebu aliás nem o nome em hebraico tem eu tenho uma dúvida.

As orelhas dele são em pé ou caidas caídas, pois como ele pode ouvir suportar as asneiras que ele mesmo fala?

Luiz (torcendo pro Fluminense ganhar do Botafogo esse fim de semana)!

Quem criou o conceito de desinformação assimétrica?

a) Pisitrato, governante de Atenas no século VI antes de cristo, criador das jornadas dionisíacas, em homenagem ao deus do vinho e protetor do teatro.
b) Newton da Costa, grande lógico brasileiro reconhecido internacionalmente por trabalhos na área de lógica paraconsistente.
c) David Kupfer, “economista” do Instituto de Economia da UFRJ, estudioso do setor de produtividade.
d) George Walker Bush, president dos EUA e também inventor do termo weapons of mass destruction on Iraq.
e) Falcão, cantor brega brasileiro, autor também do verso: “é melhor cair em contradição do que do oitavo andar”.
f) Mario José Krieger, ex-diretor do INDEC, “IBGE da Argentina”, criador da nova metodologia de cálculo de IPC do país.
g) Henry Merritt "Hank" Paulson Jr., ex-chefe do tesouro americano, ex-CEO da Goldman, ex-coveiro do Lehman, explicando o termo manageable situation proferrido em 2008: “it's a safe banking system, a sound banking system. Our regulators are on top of it. This is a very manageable situation”
h) Jacques Lacan, psicanalista francês, também estudioso de lógica, topologia e estruturalismo. É responsável pela intervenção na psicanálise que situou o Eu como instância de desconhecimento, de ilusão, de alienação, sede do narcisismo. É o momento do Estádio do Espelho. O Eu é situado no registro do Imaginário, juntamente com fenômenos como amor, ódio, agressividade. É o lugar das identificações e das relações duais. Distingue-se do Sujeito do Inconsciente, instância simbólica. Reafirmou, então, a divisão do sujeito, pois o Inconsciente seria autônomo com relação ao Eu. E é no registro do Inconsciente que deve-se situar a ação da psicanálise.
i)n.d.a.

Quem escreveu a seguinte frase:

“Mas pode se tornar intolerável para os indivíduos a sensação de que o seu quotidiano e seu destino são governados pelas tropas de uma "racionalização" sufocante, destruidora do projeto de uma vida boa e decente.”

a) Eurípedes, grande teatrólogo grego
b) Lord Byron, poeta romântico
c) Papa pio IX, sumo pontífice da santa igreja católica apostólica romana
d) Maria da Conceição Tavares, “economista” e grande entendedora dos gargalos e do desenvolvimento endógeno do país. Nas horas vagas é crítica da sócio-psicologia do pensamento econômico brasileiro
e) Luis Gonzaga Belluzo, grande boleiro, “economista” e pretendente à academia brasileira de letras e/ou à algum cargo na administração federal subseqüente
f) n.d.a.


"A"