teste

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Look on my works, ye Mighty, and despair!

O gráfico está ordenado pelo aumento da proporção da população que atingiu grau universitário. Por exemplo, pouco menos de 20% da população entre 55-64 anos na Coreia tem nível superior; já entre a população de 25-34 anos esta proporção atingiu quase 70%. Assim o aumento foi de 50 pontos percentuais, o que coloca a Coreia como campeã absoluta neste quesito.

O Brasil aparece na rabeira em termos de elevação da proporção de formados no ensino superior, junto com África do Sul, Israel, Alemanha, Costa Rica e EUA. Notem, porém, que em Israel e nos EUA tanto a geração dos a dos 25-34 já tinham taxas de educação superior na casa de 40-50%. Seguem altas, mas não cresceram muito. A Alemanha se manteve na faixa dos 30%, provavelmente por conta do força do ensino técnico no país.

Já o Brasil tem a terceira menor proporção de jovens com ensino superior, na casa de 15%, melhor apenas que a África do Sul e Indonésia, semelhante à China (que saiu de uma situação bem pior que a nossa).

Mas não somos os mais corruptos do mundo, que bom né?


Reações:

9 comentários:

Vai ter tréplica ao doutor Belleza?

ele andou escrvendo umas besteiras. Precisou até de ajuda pra isso.

haha ele mandou uma chulapada na cara hein Alex!

isso esta cada vez mais divertido!

Fez um erro tão primário que me sinto mal de tê-lo sacaneado tanto no artigo de amanhã. Fácil demais...

O sr nao entende da arte econ.

Pátria educadora? Faliram a Petrobras e jogaram o Real no lixo... e ainda tem gente que defende essa corja...

Olá Alexandre,

Não é preciso levar em conta o crescimento populacional? Me parece que a transição demográfica na Coreia começou mais cedo. O esforço pela educação foi maior naquele país, não há dúvida, mas o número de jovens aqui cresceu proporcionalmente mais.

att,
Lucio.

Bom ponto, Lucio, mas desconfio que, mesmo ajustando os dados para compensar pela transição demográfica, não oremos encontrar diferenças tão marcantes. Em particular o Brasil não sairá da rabeira, nem a Coreia da dianteira.

Abs


Fala-se muito da população brasileira, só que como se fosse formada ora por semideuses que a tudo sabem e superam, ou nada sabem e nem semideuses são.
Talvez se a oficialidade deixar de encarar nossa população como população que precisa ser educada, comer e morar.
Enquanto isso não ocorrer, seremos barreira ao desenvolvimento, ou semideuses subdesenvolvidos.